Topo

Carioca - 2019


Apos deixar Vasco, Valdir Bigode acerta com a Cabofriense para Taça Rio

Divulgação/Cabofriense
Ex-Vasco, Valdir Bigode foi contratado pela Cabofriense para a Taça Rio Imagem: Divulgação/Cabofriense

Do UOL, no Rio de Janeiro

2019-02-08T17:29:59

08/02/2019 17h29

A Cabofriense já tem um novo treinador. Trata-se de Valdir Bigode, de 46 anos, que até o fim do ano passado era auxiliar técnico no Vasco da Gama e dirigiu o cruzmaltino interinamente em diversas oportunidades. O novo comandante se reuniu no final da tarde de hoje com o presidente do clube, Valdemir Mendes, e acertou os detalhes finais da sua chegada ao clube, que vai até o final do Campeonato Carioca.

Valdir será apresentado aos jogadores na manhã deste sábado (9), às 9h, no estádio Correão, em Cabo Frio, quando já começa os trabalhos com o elenco.

"Estou motivado e emocionado. É uma grande oportunidade para mim. Espero que possamos ter sucesso nesses próximos jogos que vamos ter pela frente, colocar a equipe em uma posição melhor no campeonato", disse Valdir Bigode.

O presidente do clube, Valdemir Mendes, ficou satisfeito com a chegada do novo treinador.

"Buscávamos um treinador que tivesse a cara do campeonato e o Valdir Bigode tem esse conhecimento, caiu como um bom nome. Estava no Vasco até o fim do ano, fez um trabalho excepcional, e estamos felizes de poder contar com esse profissional. Que ele possa ser muito feliz aqui e possa nos dar muitas alegrias. É um cara jovem, que está afim", comentou.

É a segunda passagem de Valdir Bigode pela Região dos Lagos, já que em 2012 ele foi o treinador do São Pedro Atlético Clube (SPAC), na Série C do Campeonato Carioca. O treinador começou a carreira fora das quatro linhas em 2010, no Campo Grande (RJ).

O presidente do clube, Valdemir Mendes, ainda falou sobre o ex-treinador da Cabofriense, Luciano Quadros.

"Luciano foi um cara importante pra gente e vai continuar sendo. Passaram tantos treinadores aqui e retornaram, Roy é um exemplo disso, onde teve várias passagens. Nada que o Luciano não possa retornar um dia, o futebol é muito dinâmico. Hoje não deu certo, mas amanhã pode dar. Torço por ele e que ele possa fazer um grande trabalho pra onde ele for é um cara trabalhador. Infelizmente precisamos mudar e não foi nada pessoal, mas uma decisão que precisávamos tomar já que a competição é muito curta".