Rival de estreia tem orçamento menor do que o salário de Neymar no PSG

Do UOL, em São Paulo

Neymar vai ter um choque de realidade às 16h (de Brasília) do próximo domingo (13), quando deve debutar com a camisa do Paris Saint-Germain. Responsável pela transferência mais cara da história do futebol mundial, o atacante de 25 anos enfrentará na estreia um rival cujo orçamento anual é inferior a seu salário.

Para tirar Neymar do Barcelona, o PSG precisou pagar a multa rescisória do contrato do brasileiro, que era de 222 milhões de euros (R$ 837,89 milhões). Além disso, segundo o jornal catalão "Sport", ofereceu ao atacante um salário anual em torno de 30 milhões de euros (R$ 113,23 milhões). O orçamento do Guingamp para toda esta temporada é de 26 milhões de euros (R$ 98,13 milhões).

A comparação entre o dinheiro que o Guingamp dispõe para todo o ano e o salário de Neymar é apenas um indicativo do abismo que existe entre o PSG e seus rivais. Entre os outros 19 times que disputarão esta temporada do Campeonato Francês, por exemplo, apenas o Lyon tem orçamento anual superior ao que a equipe da capital investiu na contratação de Neymar (240 milhões de euros, montante equivalente a R$ 905,83 milhões).

O site francês "Ecofoot", especializado em economia no futebol, costuma publicar comparativos anuais de finanças das equipes que disputam a primeira divisão francesa. Nesta temporada, o Guingamp responde pelo terceiro menor orçamento (supera apenas Troyes e Amiens). O PSG dispõe de 550 milhões de euros (R$ 2,075 bilhões).

Até por essa diferença abissal, é curioso ver o impacto econômico que a presença de Neymar vai ter no Campeonato Francês. Para o Guingamp, por exemplo, já é certo que o próximo domingo representará o novo recorde de público como mandante. Atualmente, o maior número já registrado pelo clube aconteceu em abril de 2016, contra o mesmo PSG, quando a equipe levou 18.363 espectadores às arquibancadas.

Divulgação

O Stade de Rondourou, casa do Guingamp, tem capacidade para pouco menos de 19 mil torcedores. A diretoria não anunciou a carga oficial colocada à venda para o próximo domingo, mas já avisou que o número de bilhetes comercializados já superou o de 2016.

O número de credenciais pedidas para a partida de domingo também mostra o valor da estreia de Neymar. Na última quinta-feira (10), antes mesmo de o brasileiro ter sido liberado para entrar em campo, o Guingamp já havia contabilizado mais de 200 solicitações, outro recorde para a história do clube.

Fundado em 1912 e situado numa cidade cuja população é de pouco mais de 7 mil pessoas, o Guingamp é profissional desde 1984 e tem apenas dez temporadas na elite do Campeonato Francês. O maior momento da história do clube foi a conquista da Copa da França na temporada 2008/2009, quando eles não estavam sequer na primeira divisão nacional. Na edição passada do certame nacional, os bretões ficaram com a décima posição.

Além do recorde de público do Stade de Rondourou, o PSG protagonizou outro momento histórico para o Guingamp. Em 1990, a equipe da capital foi a primeira a enfrentar o time bretão na arena.

Reprodução/Facebook

No próximo domingo, graças a Neymar, o PSG vai adicionar mais um momento a essa lista que marcou a história do Guingamp. "É a primeira vez na minha carreira em que eu vou poder enfrentar um jogador de classe mundial", avaliou Jordan Ikoko, lateral da equipe bretã, ao jornal francês "L'Equipe".

A estreia no PSG vai ser a terceira da carreira de Neymar como profissional em clubes. O atacante debutou no Santos em 2009, em partida do Campeonato Paulista (entrou no segundo tempo de uma vitória por 2 a 1 sobre o Oeste); em 2013, fez seu primeiro jogo com a camisa do Barcelona em amistoso contra o polonês Lechia Gdansk e também começou entre os suplentes num empate por 2 a 2. O brasileiro passou em branco nas duas ocasiões.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos