T. Motta detona campo e ironiza: "Sorte de Neymar que não veio jogar aqui"

João Henrique Marques

Colaboração para o UOL, em Montpellier (FRA)

  • JEAN-PAUL PELISSIER/REUTERS

    Motta (esq.) em ação contra o Montpellier

    Motta (esq.) em ação contra o Montpellier

O volante brasileiro naturalizado italiano Thiago Motta detonou o gramado do Stade de la Mosson, palco do empate por 0 a 0 do Paris Saint-Germain com o Montpellier, neste sábado. Foi o primeiro tropeço do time parisiense no Campeonato Francês após sete rodadas.

"Não quero ser irônico, mas fiquei contente pelo Neymar, que não veio jogar hoje aqui", afirmou o jogador, citando o camisa 10 que não foi relacionado pelo técnico Unai Emery para o compromisso e deve voltar ao time na quarta-feira, contra o Bayern, pela Liga dos Campeões.

Para Thiago Motta, o mau estado do gramado pode ter sido inclusive uma arma usada de forma proposital pela equipe da casa para segurar o PSG no embate deste sábado. "A gente fica triste, porque o Montpellier é de primeira divisão, tem um nome, e chega a este nível para tentar conseguir algo como no jogo de hoje".

O volante ainda reforçou as críticas, declarando que, "para não dizer impossível", o gramado era "uma catástrofe, ou algo perto disso". Ele não tem dúvidas de que os maiores prejudicados com isso não estavam dentro de campo.

"A gente tenta fazer o nosso melhor, mas fica triste principalmente pelos torcedores, que compram ingressos para ver grandes jogadores, como Mbappé, Verratti e os do Montpellier também, num jogo como esse. Pessoas do mundo todo ligam a TV para ver o jogo deste nível, mas depois de 10 minutos devem ter trocado de canal", concluiu.

Thiago Silva foi outro que ficou inconformado com o gramado. "Última vez que joguei num campo assim eu tinha 15 anos. É impraticável para o futebol, tanto para nossa equipe como para a deles. Foi uma das piores partidas do campeonato. Uma liga que cresce a cada ano permitir um campo assim é bem difícil", detonou o zagueiro. 

O empate em Montpellier ao menos serviu para manter o PSG na liderança isolada do Francês, com 19 pontos, um de vantagem para o atual campeão Monaco, que goleou o Lille por 4 a 0 na sexta-feira. O próximo desafio da equipe pelo torneio é sábado que vem, em casa, contra o Bordeaux.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos