T. Silva sobre polêmica Neymar x Cavani: "PSG vem à frente dos jogadores"

João Henrique Marques

Colaboração para o UOL, em Montpellier (FRA)

  • SYLVAIN THOMAS/AFP

    Thiago Silva em ação contra o Montpellier

    Thiago Silva em ação contra o Montpellier

Capitão do Paris Saint-Germain, Thiago Silva disse esperar que a polêmica entre Neymar e Edinson Cavani envolvendo as cobranças de pênalti seja logo encerrada e ressaltou que todas as estrelas do grupo devem ter consciência de que o clube vem em primeiro lugar.

"O mais importante é o PSG. Não se pode colocar à frente de uma grande instituição um jogador ou outro, por mais importante que ele seja, e os dois são muito importantes para a gente. Não se deve encontrar um culpado, mas sim um modo de sair da situação e tomar a melhor decisão no pênalti", indicou o zagueiro.

Após o empate sem gols contra o Montpellier, neste sábado, Thiago Silva confirmou que o atrito entre o brasileiro e o uruguaio foi tratado internamente ao longo da semana – só Cavani entrou em campo no duelo.

"Acho que tanto 'Edi' quanto Neymar são atacantes e querem de alguma forma ajudar a equipe, mas o importante é que houve entendimento e conversa após o jogo. Isso é válido para encontrar outro caminho, para estar vencendo. De repente um bate um pênalti, um bate o outro, e assim resolve a situação", sugeriu.

Na sequência, porém, o capitão do time parisiense negou que já haja um consenso envolvendo o cobrador. "O treinador teve algum tipo de conversa com o Neymar, e com o Cavani também. Nos próximos jogos já vai ter uma determinação mais direta sobre quem bate", afirmou.

SYLVAIN THOMAS/AFP

Thiago Silva também negou que a disputa interna entre os dois atacantes possa ter influenciado a atuação deste sábado do PSG. Foi o primeiro tropeço da equipe do técnico Unai Emery (ainda líder isolada, com 19 pontos) no Campeonato Francês.

"Não acho que tenha influenciado o resultado e nem nossa atuação hoje não. Acho que foi o contrário, porque o Neymar nem veio para o jogo. Se ele tivesse vindo, poderia falar mais sobre o assunto. Mas infelizmente ele não esteve disponível pra este jogo", lamentou.

Neymar sentiu dores no pé e foi poupado, de olho no duelo da próxima quarta-feira contra o Bayern de Munique, em Paris, pela segunda rodada da fase de grupo da Liga dos Campeões. Thiago Silva acredita que o compatriota poderia ter mudado a história do embate em Montpellier.

"Um jogador com a capacidade do Neymar de improvisação faz falta, principalmente num jogo como o de hoje, em que o Montpellier ficou o tempo todo atrás, tentando explorar contra-ataques, e a gente não conseguia encontrar linha de passe em função do gramado ruim", concluiu.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos