Neymar passa em branco, mas Cavani brilha, e PSG vence Nantes no Francês

Do UOL, em São Paulo

Se Neymar não está em um dia inspirado, o PSG tem outros jogadores para decidir. Neste sábado (18), foi a vez de Edinson Cavani. Com dois gols do atacante uruguaio, o time de Paris venceu o Nantes por 4 a 1, em casa, no Parque dos Príncipes, em duelo da 13ª rodada do Campeonato Francês. Di María e Pastore também balançaram as redes, enquanto Nakoulma descontou para os visitantes.

A vitória leva o PSG aos 35 pontos, na liderança isolada do Campeonato Francês e com seis pontos de vantagem para o vice-líder Monaco. Já o Nantes tem 23 pontos e ocupa a quinta posição até o momento.

A equipe comandada por Unai Emery volta a campo na próxima quarta-feira, quando recebe o Celtic pela fase de grupos da Liga dos Campeões. Já no domingo, o time de Paris visita o Monaco pela 14ª rodada do Francês. Um dia antes, o Nantes joga fora de casa contra o Rennes.

100 dias de Neymar no PSG

BENOIT TESSIER/REUTERS
Neymar passou em branco na goleada do PSG

Neste sábado, Neymar completou 100 dias como jogador do PSG, com 13 jogos, 11 gols e sete assistências. A partida contra o Nantes foi a volta do atacante no Francês desde o empate com o Olympique de Marselha, em 22 de outubro, quando foi expulso. Desde então, ele só atuou mais uma vez pelo PSG – vitória por 5 a 0 contra o Anderlecht, pela Liga dos Campeões. No Francês, o camisa 10 cumpriu suspensão contra o Nice e ficou de fora do duelo contra o Angers por dores musculares.

No primeiro tempo do jogo deste sábado, Neymar até tentou criar, mas foi contido pela marcação adversária. O melhor lance do brasileiro foi um belo drible entre as pernas de Awaziem, mas parou por aí. Já na etapa final, o time da capital francesa até fez mais dois gols, mas nenhum com participação direta do camisa 10.

Cavani abre o placar

O PSG estava melhor no primeiro tempo, mas também viu o Nantes criar algumas chances. Porém, foram os donos da casa mesmo que abriram o placar. Aos 38 minutos, a equipe de Paris ligou contra-ataque, e a bola chegou em Pastore. O argentino carregou e tocou para Cavani dentro da área. O uruguaio cortou a marcação e bateu rasteiro para inaugurar o marcador.

Di María faz "sem querer"

Logo depois, saiu o segundo. Aos 42, Di María cobrou escanteio curto para Dani Alves, que devolveu para o argentino. O camisa 11 foi cruzar para a área, mas a bola não bateu em ninguém e morreu no canto direito do goleiro Tatarusanu: 2 a 0 no fim da etapa inicial.

Um toque e um gol

O segundo tempo começou parecido com o primeiro, com o PSG melhor, mas deixando o Nantes jogar. E assim os visitantes descontaram. Aos 15 minutos, Nakoulma, que tinha acabado de entrar no lugar do brasileiro Andrei Girotto, recebeu passe de Dubois após cruzamento da direita e completou para as redes.

O que é isso, goleiro?

Quando o time comandado por Claudio Ranieri se empolgou na busca pelo empate, veio o balde de água fria. Aos 20, Pastore recebeu pela direita e chutou. Tatarusanu esmalmou para trás e para o alto e viu a bola entrar. Falha do goleiro e o terceiro gol do PSG.

Cavani dá números finais

Aos 34 minutos da etapa final, Cavani deu números finais ao jogo e com nova lambança do Nantes. A zaga visitante foi tentar afastar o perigo, mas bateu cabeça, e a bola sobrou para o uruguaio, que só teve o trabalho de empurrar para as redes.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos