Deu zebra! PSG para em time modesto do Francês e perde a 1ª da temporada

Do UOL, em Santos (SP)

Quem imaginaria que o modesto Strasbourg poderia acabar com a invencibilidade do gigante PSG na atual temporada? Pois foi o que aconteceu neste sábado (2), em jogo da 16ª rodada do Campeonato Francês. Com Neymar discreto e Cavani entrando apenas na metade do segundo tempo, o Paris Saint-Germain encontrou dificuldades para superar a retranca do time adversário no estádio De La Meinau e acabou derrotado por 2 a 1 pelo eficiente e recém-promovido Strasbourg.

Foram 24 jogos sem perder (desde a temporada passada) até a derrota deste sábado - a última havia sido em 30 de abril: 3 a 1 para o Nice, pelo Francês. Até aqui, em 2017/18, o PSG tinha acumulado incríveis 19 vitórias e apenas dois empates, entre jogos do Campeonato Francês, Liga dos Campeões e Supercopa da França. Foi também, automaticamente, a primeira derrota de Neymar com a camisa do Paris Saint-Germain.

Apesar da derrota, o PSG segue tranquilo na liderança, com 41 pontos e dez a mais que o vice-líder, Olympique de Marselha. Já o Strasbourg vai a 18 pontos, sobe para o 14º lugar e fica mais distante da zona de rebaixamento.

Na terça-feira (5), o PSG vai a campo pela última rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões: visita o Bayern de Munique na Allianz Arena, em jogo que define a primeira posição da chave. Volta a jogar pelo Francês no sábado, quando recebe o Lille pela 17ª rodada.

Jogo fácil? Nada disso...

Patrik Hertzog/AFP
Usualmente superior aos seus adversários no Campeonato Francês mesmo atuando como visitante, o PSG, surpreendentemente, encontrou dificuldades diante do modesto Strasbourg, time recém-promovido para a elite. Além de encontrar pouco espaço para finalizar, viu os donos da casa abrirem o placar aos 12 minutos de jogo. Em cobrança de falta para a área, a defesa do PSG tentou fazer a linha de impedimento se deu mal e viu Da Costa cabecear para as redes.

Neymar, Rabiot, Mbappé... e empate

Foi dos pés de Neymar que saiu o gol de empate do PSG, em jogada pela esquerda. O brasileiro serviu Rabiot, que cruzou forte para o meio da área; Mbappé, fazendo o papel de Cavani, que estava no banco, finalizou com precisão, no alto, para deixar tudo igual aos 41min de jogo.

Jogo fácil? Nada disso... Parte 2

Reuters
Com o empate conquistado no fim do primeiro tempo, a expectativa era que, no segundo tempo, o PSG entrasse mais solto e, enfim, deslanchasse na partida. Não foi o que aconteceu. O cenário da etapa inicial se repetiu: dificuldade para superar o ferrolho do time da casa e perigo nos contra-ataques. E em um deles, o Strasbourg voltou a ficar à frente, com Bahoken.

PSG apela para o chuveirinho. Mas nem assim...

A partir da metade do segundo tempo, o PSG entrou no desespero e passou a jogar todas as bolas para dentro da área. Não adiantou. Com todos os jogadores dentro da área, o Strasbourg deu uma aula de defesa e contou com o goleiro reserva Oukidja - que havia substituído o titular - inspirado para segurar o resultado.

PSG sem força total

O técnico do PSG, Unai Emery, deu sequência ao rodízio que vem fazendo em algumas partidas. O capitão Thiago Silva sequer foi relacionado, enquanto Verratti, Cavani e Kurzawa, jogadores considerados titulares, iniciaram a partida no banco de reservas. Cavani foi a campo na metade do segundo tempo e por pouco não deixou tudo igual em uma cabeçada, mas parou em milagre do goleiro do Strasbourg.

UOL Cursos Online

Todos os cursos