Sem Neymar, PSG vence Nantes por 1 a 0 e dispara. Árbitro chuta brasileiro

Do UOL, em São Paulo

Sem poder contar com Neymar, que tem dores na costela, o PSG venceu o Nantes sem apresentar um futebol vistoso na noite deste domingo (14), no encerramento da 20ª rodada do Campeonato Francês. O único gol da partida foi marcado por Ángel Di Maria. Os donos da casa ainda podem deixar o campo reclamando de um gol invalidado que foi legal. 

O 1 a 0 manteve a equipe na liderança do Nacional, agora com 53 pontos, 11 a mais que o vice-líder Mônaco, que só empatou com o Montpellier. O Nantes, por sua vez, segue na 5ª colocação, com 30 pontos, ainda muito distante de uma vaga nas competições europeias.

O jogo ainda teve um episódio, no mínimo, diferente: o árbitro corria para acompanhar um lance de ataque do PSG e caiu após trombar com um atleta do Nantes. Após rolar algumas vezes no chão, o juiz revidou e chutou o brasileiro Diego Carlos enquanto tentava se levantar do chão. Em seguida, ainda aplicou o cartão vermelho no atleta, que deixou o gramado revoltado. 

A partida marcou a reestreia de Cavani desde o atraso dele para se reapresentar após a folga de fim de ano. Pastore, que também se atrasou na ocasião, segue punido e sem chances de atuar.

O episódio, aliás, desencadeou nova crise de relacionamento e estampou as capas de diversos jornais franceses. Thiago Silva, que fez críticas públicas ao atraso, ficou no banco. Alguns veículo até citaram um problema de relacionamento entre os argentinos e os brasileiros. Ao menos na hora de comemorar o tento de Di Maria, não foi o que pareceu.

Marquinhos e Daniel Alves se uniram a todos os argentinos e ao uruguaio Edinson Cavani para celebrar a abertura do placar diante da torcida visitante que marcava presença no estádio do Nantes.

O argentino ainda teve outra chance de ampliar o placar perto do fim da primeira etapa. Ele recebeu passe de Rabiot e ficou sozinho para empurrar a bola para as redes. Na hora de finalizar, ele conseguiu o mais difícil e colocou a bola por cima do travessão.

Di Maria voltaria a desperdiçar mais um gol no segundo tempo, novamente frente a frente com o goleiro, desta vez, após passe de Mbappé.

O castigo só não se concretizou porque o juiz anulou gol de Sala de forma errada. O atacante desviou de cabeça após cruzamento de falta batida por Dubois e venceu Aréola. O autor do gol estava em posição legal, mas dois de seus companheiros estavam à frente na hora da batida.

Nos minutos finais, o Nantes ficou com boa parte da posse de bola e pressionou o PSG no seu campo de defesa, mas não conseguiu passar pela defesa liderada por Marquinhos, que atuou como capitão. 

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos