Topo

Esporte


Sem Neymar, PSG vence com gol de Marquinhos e faz 3 em time de Ganso

FRANCOIS LO PRESTI/AFP
Imagem: FRANCOIS LO PRESTI/AFP

Do UOL, em São Paulo

2019-01-12T15:49:31

12/01/2019 15h49

O Paris Saint-Germain segue na liderança isolada do Campeonato Francês. Sem Neymar, o time comandado por Thomas Tuchel venceu o Amiens por 3 a 0, neste sábado (12), no Estádio La Licorne, e manteve ampla vantagem para o segundo colocado na ponta da tabela. Cavani, de pênalti, Mbappé e Marquinhos marcaram os gols do triunfo.

Com a sua principal estrela poupada, o PSG não encantou, mas fez o suficiente para obter o resultado fora de casa. O time desperdiçou algumas chances na primeira etapa, mas abriu caminho para vitória aos 11 minutos da segunda etapa, quando Cavani converteu a penalidade com categoria.

A situação ficou ainda mais confortável quando o Amiens teve um jogador expulso, na metade do segundo tempo. Com vantagem numérica, o PSG aproveitou e ampliou com Mbappé e Marquinhos.

Além do camisa 10 do PSG, o confronto contou com a ausência de Ganso no Amiens. O meia foi liberado pela equipe e procura clube para retornar ao Brasil.

O resultado mantém a invencibilidade do PSG na competição após 18 jogos. A equipe lidera com 50 pontos - 13 a mais que o Lille, segundo colocado. Além disso, o time de Paris tem duas partidas a menos do que o rival na tabela.

O PSG volta a campo no próximo sábado (19), contra o lanterna Guingamp, pela 21ª rodada do Campeonato Francês. Um dia antes, o Amiens visita o vice-líder Lille.

O melhor: Mbappé 
PASCAL ROSSIGNOL/REUTERS
Imagem: PASCAL ROSSIGNOL/REUTERS

Sem Neymar, Mbappé foi o grande nome do ataque do PSG neste sábado. O atacante foi decisivo ao anotar o segundo gol da partida. Ele já vinha dando trabalho para a marcação e sofreu a falta que resultou na expulsão de um jogador do Amiens, deixando a equipe em vantagem numérica. O jogador ainda teve outra oportunidade de marcar, no primeiro tempo, mas acabou parando em Gurtner.

O pior: Adénon

O zagueiro Khaled Adénon mostrou vontade, mas acabou prejudicando a equipe diante do líder do Francês. O defensor foi expulso aos 20 minutos do segundo tempo ao levar o segundo cartão amarelo por falta dura em Mbappé quando o Amiens já perdia por 1 a 0. Com a desvantagem numérica, o time da casa viu os visitantes ampliarem. No primeiro tempo, ele havia sido advertido depois de se envolver em confusão com Cavani.

Neymar é poupado por Tuchel

O brasileiro Neymar não esteve em campo neste sábado. O atacante do Paris Saint-Germain foi poupado por Thomas Tuchel e nem sequer foi relacionado para o confronto. Na última sexta-feira (11), o alemão já havia sinalizado com a possibilidade de deixar o camisa 10 de fora do compromisso. Segundo o treinador, o craque apresentou "muito cansaço" nos treinos após a eliminação para o Guingamp na Copa da Liga Francesa.

Esse foi o terceiro jogo consecutivo do PSG sem Neymar no Campeonato Francês. Antes, o brasileiro desfalcou a equipe na vitória por 1 a 0 contra o Nantes, ao ser liberado para antecipar sua viagem ao Brasil para as festas de fim de ano, e no empate por 1 a 1 contra o Strasbourg, quando se recuperava de desconforto na coxa.

PSG domina, mas leva susto no fim do 1º tempo

O PSG criou, mas não conseguiu abrir o placar no primeiro tempo no Estádio La Licorne. Apesar da pressão nos 45 minutos iniciais, o time de Paris parou em Gurtner e foi para o intervalo sem conseguir marcar. A melhor chance da equipe aconteceu aos 15 minutos, quando Mbappé recebeu dentro da área e finalizou de bico para a defesa do goleiro do Amiens. Antes disso, os visitantes já haviam chegado com perigo em outras duas ocasiões.

Sem aproveitar as chances, o PSG por pouco não acabou punido no fim da etapa inicial. Nos acréscimos, Mendoza disparou pela direita e cruzou para o meio da área. A bola sobrou para Gnahoré, que bateu rasteiro e obrigou Areola a fazer grande defesa.

Cavani abre o placar de pênalti 
PASCAL ROSSIGNOL/REUTERS
Imagem: PASCAL ROSSIGNOL/REUTERS

Após insistir, o PSG, enfim, abriu o placar aos 11 minutos do segundo tempo. Blin bloqueou um chute de Di María dentro da área com o braço e o juiz marcou a penalidade para os visitantes. Na cobrança, Cavani mostrou categoria para deslocar o goleiro e colocar a equipe em vantagem.

Com um a mais, PSG amplia

Com a vantagem no placar, o PSG ficou em situação ainda mais confortável quando Adénon foi expulso, aos 20 minutos do segundo tempo. O time de Paris não demorou a aproveitar a superioridade numérica e ampliou o resultado com Mbappé, aos 24. Em contra-ataque, Cavani recebeu de Draxler e cruzou rasteiro para o atacante francês, livre de marcação, completar para o fundo da rede.

Oito minutos depois, foi a vez do brasileiro Marquinhos deixar o dele. O zagueiro aproveitou sobra de bola dentro da área após uma cobrança de escanteio e chutou firme para o gol, definindo o placar.

Mais Esporte