UOL Esporte Campeonato Gaúcho
 
26/01/2010 - 18h17

Chateado, Inter dá caso Ramon por encerrado e lateral fica no estaleiro

Jeremias Wernek
Em Porto Alegre (RS)
  • Ramon não vai jogar no Inter, mas também não será liberado

    Ramon não vai jogar no Inter, mas também não será liberado

O futuro de Ramon está traçado e é nebuloso. Depois da atitude intempestiva do lateral-esquerdo e seu procurador de nem sequer responder à proposta do Internacional de renovação de contrato, a posição oficial do clube é de não conversar mais com o atleta, sem pensar em liberação ou até mesmo utilizá-lo na Libertadores ou Campeonato Gaúcho.

“Não temos nada de novo e nem teremos. Não vamos nem mais conversar com o Ramon. Assunto encerrado”, disse o diretor executivo de futebol, Newton Drummond, ao UOL Esporte na tarde desta terça-feira.

Sem acordo entre clube e jogador, Ramon seguirá treinando em separado no Beira-Rio. Caminho semelhante ao percorrido por Chiquinho, também lateral-esquerdo, e o atacante Gil. O procedimento no Internacional é padrão: todo jogador que está afastado ou fora dos planos apenas trabalha fisicamente e tem que usar outro vestiário, sem nenhum tipo de contato com os jogadores do grupo principal.

Ramon de Morais Motta, 21 anos, tem contrato com o Internacional até julho de 2011. O objetivo do Inter era renovar e ter garantias de que o jogador não firmasse um pré-contrato ao final desta temporada com qualquer outra equipe. Em 2009, disputando a Série B, Ramon foi um dos destaques do Vasco. Além do clube carioca o Santos também tinha interesse no início do ano no lateral.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host