UOL Esporte Campeonato Gaúcho
 
10/02/2010 - 12h16

Inter tem que mostrar as garras na estreia da Libertadores, diz Kleber

Jeremias Wernek
Em Porto Alegre (RS)

Em Libertadores cada partida é complicada, tem sua história. Mas para o lateral-esquerdo Kleber, a dificuldade do Inter será ainda maior no primeiro jogo. A pressão da estreia e ansiedade são fatores que precisam ser controlados no grupo de jogadores. Indo para a quinta disputa do título mais importante do continente, Kleber entende que é na estreia que o time mostra a cara para o seguimento da competição.

“O primeiro jogo vai ser o mais importante por que será em casa e temos que mostrar as garras do Inter na Libertadores […] temos que controlar a ansiedade para conquistar os primeiros pontos”, analisou o titular absoluto do lado esquerdo do time de Jorge Fossati.

O jogo tão esperado, citado como o mais importante por Kleber, é no dia 23. O adversário sai do jogo da pré-Libertadores, entre Emelec e Newell's Old Boys. Até lá, alguns pequenos detalhes no time do Inter tem que ser aprimorados. “Ainda estamos nos adequando, mas com muita coisa para aprimorar. Podemos acabar com o jogo bem antes da etapa final e por um vacilo ou outro acabamos não fazendo os gols necessários”, explicou o jogador, citando as partidas do Gauchão onde o Internacional teve muitas chances desperdiçadas.

O conhecimento dos adversários do grupo é importante na visão de Kleber. Algo que facilita o trabalho da comissão técnica. “Você conhecendo os adversários é bem melhor, até para o treinador estudar”, comentou o jogador.

O auxiliar-técnico Guto Ferreira viajou até o Equador para acompanhar o segundo jogo o time da casa e os argentinos. O Internacional está no grupo 5, ao lado do Cerro, do Uruguai e do Deportivo Quito, do Equador. Os dois times já se enfrentaram, com vitória dos uruguaios por 2 a 0.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host