UOL Esporte Campeonato Gaúcho
 
10/02/2010 - 10h17

J. Fossati passa espírito de grupo vencedor, segundo jogador do Inter

Jeremias Wernek
Em Porto Alegre (RS)

O técnico Jorge Fossati ainda não comandou o Internacional na Libertadores da América, mas em quatro jogos oficiais treinando o time já possui um bom cartaz com o grupo de jogadores. A missão do uruguaio contratado ainda em 2009 não é fácil. Fossati foi contratado para levar o Inter ao bicampeonato do continente.

A metodologia de trabalho de Jorge Fossati já não é tanta novidade para os torcedores e jogadores do Inter, mas um fator novo precisa ser agregado a imagem do treinador. A intensidade do discurso dentro do vestiário. “ O Fossati está passando um espírito vencedor, espírito de grupo”, revelou o meia Andrezinho.

Um procedimento padrão por parte do comandante é reunir os atletas e conversar logo após os jogos. “O Fossati tem característica de conversar com os jogadores, normal essa conversa. Sempre depois dos jogos corrigi o que está errado, da ênfase ao que é bom, passa tranqüilidade para todo mundo”, comentou aquele que ano passado foi considerado o décimo segundo jogador do Inter.

Só que esta condição não é mais tão agradável para Andrezinho, mesmo que o descontentamento seja velado. “Meu planejmamento não mudou […] Se eu jogar noventa ou cinco minutos, a dedicação será a mesma. Sei que uma hora a estrela brilha para todo mundo”, brincou Andrezinho.

Jorge Fossati comanda mais quatro treinamentos antes do último jogo da primeira fase do Campeonato Gaúcho, no sábado, contra o Esportivo. Sem Fabiano Eller e Índio, o 4-4-2 é uma alternativa. Para manter o esquema com três zagueiro, o treinador poderá colocar Sorondo na defesa. Edu também pode ser uma novidade em Bento Gonçalves.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host