UOL Esporte Campeonato Gaúcho
 
17/02/2010 - 15h29

Silas quer dar sequência a time titular, mas mantém rodízio de esquema

Marinho Saldanha
Em Porto Alegre

O técnico do Grêmio, Silas Pereira, definiu ainda na pré-temporada que suas escalações dependeriam do posicionamento do oponente. Esta premissa tem sido cumprida desde o início dos jogos, com esquema variando entre 3-5-2 e 4-4-2 até durante os 90 minutos. Com a instabilidade demonstrada no princípio de 2010, o treinador esclareceu o que realmente pretende na escalação do time.

"Não é a cada adversário um time, é observar uma coisa ou outra que será melhor em cada jogo. Alteramos pequenas coisas dependendo do adversário, mas eu quero dar uma sequência ao time titular", revelou Silas.

A partida contra o Araguaia, pela Copa do Brasil, foi emblemática neste aspecto. Silas definiu entre Joílson ou Mário Fernandes devido às características do lateral-esquerdo do oponente. "Foi um caso específico e uma posição específica", completou o treinador.

Na partida contra o São José, Silas experimentou alternativas, como Mithyuê e Fernando. O comandante comemorou a oportunidade de dar ritmo aos mais jovens. "De repente podemos dar mais ritmo para o Magrão, Hugo e Leandro, mas como é um jogo decisivo temos que pensar. No jogo contra o São José optamos por colocar o Mithyuê e o Fernando porque podíamos. O lado "menos bom", digamos assim, é que agora é decisão. Eu quero chegar até a final com o time bem", falou.

No confronto contra o Veranópolis a meta do Grêmio é não sofrer gols. Tendo levado ao menos 1 por partida desde o início do ano, o projeto é convencer o torcedor das qualidades da equipe. O jogo está marcado para às 21h50, no estádio Olímpico. Quem vencer enfrenta São José ou Internacional de Santa Maria na semifinal da Taça Fernando Carvalho, primeiro turno do estadual.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host