UOL Esporte Campeonato Gaúcho
 
25/03/2010 - 17h37

Direção se reúne com Fossati e determina silêncio para o grupo de jogadores

Jeremias Wernek
Em Porto Alegre

O clima no estádio Beira-Rio só faz piorar. Semblantes fechados, poucas palavras e reunião entre diretores e comissão técnica. Além de conversar com Jorge Fossati, a cúpula definiu que nesta quinta-feira nenhum atleta dará entrevistas. A medida é para preservação do grupo de jogadores do Internacional. Tudo por causa da goleada sofrida para o São José, 3 a 0, e dos cinco jogos sem vencer, juntando Libertadores e Gauchão.

“Por solicitação da direção, os jogadores não vão falar hoje, gente”, comunicou o assessor de imprensa, José Evaristo Villalobos, em frente ao vestiário do futebol profissional do Inter. Minutos antes, o assessor do departamento de futebol, Roberto Siegmann, deixou o estádio confirmando time reserva no domingo contra o Caxias, na Serra.

No encontro com o treinador uruguaio, os cartolas pediram melhoras no desempenho dentro de campo. A reapresentação aconteceu às 15h30. Trinta minutos depois, em um local afastado dos atletas, o vice de futebol Fernando Carvalho, junto com o presidente Vitório Piffero, conversaram com Jorge Fossati por cerca de quarenta minutos.

Aos jogadores que jogaram aturam contra o São José restou esperar na sala de musculação, assistindo o jogo do Real Madrid contra o Getafe. Lauro foi um dos poucos que apareceu na ante-sala.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host