UOL Esporte Campeonato Gaúcho
 
25/03/2010 - 00h59

Após sequência de maus resultados, Inter evita falar sobre saída de Jorge Fossati

Daniel Cassol
Em Porto Alegre
  • Após goleada, Jorge Fossati balança no Internacional

    Após goleada, Jorge Fossati balança no Internacional

Não dá para dizer que o técnico Jorge Fossati está "prestigiado", segundo a gíria do futebol antes da caída de um treinador. Depois da derrota por 3 a 0 para o São José nesta quinta, os dirigentes do Internacional não quiseram, de "cabeça quente", falar na situação do treinador.

"Neste momento, de cabeça quente, não é hora de falar em troca de comissão técnica", afirmou o vice-presidente de futebol do Inter, Fernando Carvalho, no final da partida contra o São José. A mesma frase foi dita pelo dirigente um dia antes da demissão do técnico Tite, no Brasileirão do ano passado.

A derrota agrava a situação no Inter, que vinha de quatro empates consecutivos. "Se havia cobrança com quatro resultados de empate, maior será cobrança com uma atuação muito ruim como essa", admitiu Carvalho.

O presidente do Inter, Vitório Piffero, também preferiu não comentar o assunto. "Não estou avaliando isso agora. Não é momento. O trabalho está sendo bem feito e o que temos que fazer é avaliar porque os resultados não aparecem", analisou. "O fundamental é ter cabeça fria, identificar o que está acontecendo, porque estamos perdendo gols, tomando gols de forma tão fácil", destacou.

INTERNACIONAL NO TWITTER

Em 14 jogos à frente do Inter, Jorge Fossati conquistou oito vitórias, sofreu duas derrotas e teve quatro empates. Nos últimos cinco jogos, foram quatro empates e a derrota por goleada para o São José. Ao final partida, demonstrando a tranquilidade de sempre, o próprio treinador reconheceu que são naturais as críticas que está recebendo.

"Houve uma sequência de resultados que não foi o que queríamos, especialmente nos últimos quatro jogos. Não concordo que o empate contra o Deportivo Quito tenha sido ruim. Agora, realmente o resultado contra o São José foi ruim", afirmou o treinador. Fossati disse se sentir "forte" para seguir comandando o Inter.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host