UOL Esporte Campeonato Gaúcho
 
Nabor Goulart/Freelancer

Marcelo Costa vibra com gol e jogadores do Inter (ao fundo) se abatem

28/03/2010 - 17h56

Inter é dominado pelo nervosismo, toma dois do Caxias e soma seis jogos sem vencer

Do UOL Esporte
Em Caxias do Sul

O Internacional chegou em Caxias do Sul querendo recuperar a auto estima. Mas o que leva na bagagem é mais uma atuação ruim, com nervosismo, ansiedade, erros infantis e má fase técnica elevada ao quadrado. Tomando dois belos gols do Caxias, de Marcelo Costa e Edu Silva, o time de Jorge Fossati acumula o sexto compromisso sem vitória, cai para o quarto lugar na zona de classificação do grupo 2 da Taça Fábio Koff e aumenta a pressão para o jogo diante do Cerro, na quarta, pela Libertadores.

PRINCIPAIS LANCES

PRIMEIRO TEMPO
1 min – Kleber Pereira manda de pé esquerdo e goleiro defende fácil.
12 min – Sorondo bate na bola e trave salva Caxias depois de escanteio da direita.
23 min – Borja pega de primeira e Abbondanzieri espalma.
27 min – GOOL DO CAXIAS! Marcelo Costa bate falta com perfeição, no ângulo direito, e supera Pato.
37 min – Alisson pega sobra e bate forte. Bola passa à esquerda do gol.
SEGUNDO TEMPO
2 min – Walter domina, gira e bate para o gol de pé direito. Conclusão vai nos braços do goleiro.
4 min – GOOL DO CAXIAS! Edu Silva marca um lindo gol ao chutar cruzado, de primeira e de fora da área. Pato não viu de onde veio a conclusão.
11 min – Marcelo Costa tenta encobrir Pato, mas não tem sucesso.
25 min – T. Humberto chuta, de dentro da pequena área, mas Anderson Bill salva.
28 min – Everton faz fila na defesa do Inter, mas chuta por cima.
 

No começou diante do Caxias, o Inter jogou com velocidade e mais que isso: com muita vontade. No entanto, só a vontade não bastaria. As demonstrações de empenho partiam de Bolívar, Edu e Kleber Pereira. A dupla de ataque não estava bem, mas corria para todo lado. O volume era vermelho, ao Caxias restava aguardar. Sem objeções no meio-campo, o Inter chegava no ataque, porém sem nenhuma chance viva de gol. O mais perto disso foi uma bola na trave, depois de desvio do zagueiro Sorondo, de canela.

Aos poucos, a dominação do Inter esvaiu. A conclusão de Cristian Borja, aos 23 minutos, era – até ali, isolado. Mas abria caminho, como um expedicionário em meio à selva. Cada vez que o clube da Serra partia pelos flancos, o nervosismo tomava conta dos defensores. Eram grupos de três ou quatro marcadores vermelhos, afobados e trombadores, contra um adversário.

Gol típico da má fase

Com 27 minutos, o lance chave. A bola parada de Marcelo Costa, de alta qualidade, venceu Abbondanzieri. Uma cobrança com efeito, no ângulo. O fortuito estava presente no estádio Centenário. Depois dele, o Inter não foi mais o mesmo. Perdeu a cabeça, não chegou mais na frente e se limitou a bater cabeça. Algo totalmente previsível para uma equipe em crise. Descontrole após ter um revés em uma partida que estava entre seus dedos.

No camarote à margem do campo, dirigentes do Internacional se mostravam inquietos com o jogo. Na área técnica, um Jorge Fossati com cara pesada, poucos gestos e olhar fixo. Na intimidade do vestiário, o pedido do uruguaio era básico: nada de perder a cabeça. “A ordem é a gente não desesperar e não desarrumar a equipe”, disse o meia Andrezinho, na volta do intervalo.

A segunda etapa já começara diferente. Com Walter no lugar de Edu, Fossati buscava mais potência na frente. Em dois minutos, conseguiu duas conclusões com o jovem centroavante. No entanto não foi suficiente. Depois de um escanteio da direita, aos quatro minutos, a zaga do Inter não salta, na faz nada. Edu Silva aparece no bico da grande área e pega de primeira, com violência. Tiro cruzado, no ângulo. Um golaço, que contou com falha de Abbondanzieri. O time de Jorge Fossati estava atônito, travado e boquiaberto.

Em seguida, o uruguaio mudou o esquema. Retirou um zagueiro, Sorondo, e colocou mais um armador: Thiago Humberto. A supremacia do meio-campo de certa forma regressou, mas as tentativas eram fracas. Na contra-mão, o Caxias dava suas estocadas, com espaço cedido por um sistema defensivo desorganizado. Andrezinho poderia ter colocado o Inter no jogo, aos 17 minutos, mas Marcos Rogério salvou em cima da linha.

Como besteira pouca é bobagem, a terceira chance de alterar o time precisa ser usada para retirar o lateral Bruno Silva, com lesão no ombro. Outros dois lances concluem que não há nada cabível para se reverter a maré ruim. Thiago Humberto chuta para o gol, dentro da pequena área e Anderson Bill salva em cima da linha. Depois, Pato foi afastar e chutou em cima de Índio, uma cena pífia, não parecendo ser futebol profissional.

Com erros infantis, nervosismo, pressão e pouco futebol, o Inter teve que olhar resignado para o placar. De certa forma, bom pelas chances ainda criadas pelo Caxias. Com a segunda derrota seguida, seis jogos sem vencer, o Inter para nos oito pontos, e precisará vencer o Universidade, no Beira-Rio, para garantir vaga na próxima fase.

CAXIAS 2 X 0 INTERNACIONAL

Caxias
Fernando Wellington; Alisson, Anderson Bill, Tiago Saletti e Edu Silva; Marcos Rogério, Itaqui, Edenilson e Marcelo Costa (Lê); Everton (Aloísio) e Cristian Borja (Caçapa)
Técnico: Julinho Camargo

Internacional
Abbondanzieri; Índio, Bolívar e Sorondo (T. Humberto); Bruno Silva (Nei), Wilson Mathias, Guiñazu, Andrezinho e Kleber; Edu (Walter) e Kleber Pereira
Técnico: Jorge Fossati

Data: 28/03/2010 (domingo)
Local:
estádio Centenário, em Caxias do Sul
Árbitro: Carlos Simon
Auxiliares: Marcelo Oliveira e Silva e Tatiana Jacques de Freitas
Cartões amarelos: Wilson Mathias (I), Índio (I), Alisson (C)
Cartões vermelhos:
Gols: Marcelo Costa, aos 27 min, do primeiro tempo; Edu Silva, aos 4 min do segundo tempo;

Veranópolis vence primeira no returno

 

O Veranópolis venceu a primeira partida na Taça Fábio Koff, neste domingo, jogando em casa. Raullen, João Paulo e Kito marcaram na vitória de 3 x 1 contra o São Luiz, de Ijuí. Jean Paulo descontou para os visitantes. Com o resultado, o time da serra vai a cinco pontos, mesma pontuação do São Luiz, que perde nos critérios e é sexto colocado no grupo 2.


 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host