UOL Esporte Campeonato Gaúcho
 
Neco Varella/Freelancer

Inter jogou pouco, mas Alecsandro marcou dois na goleada contra o Universidade

04/04/2010 - 18h05

Inter joga mal, mas conta com atacantes para golear e se classificar no Gauchão

Jeremias Wernek
Em Porto Alegre

O Inter voltou a jogar pouco, muito pouco, mas contou com a marca de seus atacantes para golear por 4 a 0 e assegurar a classificação para as quartas de final da Taça Fábio Koff. Alecsandro e Taison marcaram, cada um, dois gols e o avanço ocorre como terceiro do grupo dois do returno, com onze pontos. O fraco rendimento deixou o clube, que completava 101 no domingo, fora da próxima fase por 46 minutos. Jorge Fossati escalou um time quase que completo, apenas sem o capitão Guiñazu e Kleber, no entanto viu uma equipe acéfala e com pouca força na frente.

Foram 46 minutos de um futebol difícil de se ver. O Inter voltou a ter inúmeros problemas, mas agora com um agravante. Nem só na frente as coisas não aconteciam como o esperado. A defesa, sem contar com Guiñazu – pendurado pelo terceiro cartão amarelo, e Kleber, por opção de Fossati, foi acossada várias vezes pelo fraco ataque do Universidade. O primeiro chute do Internacional aconteceu apenas aos 15 minutos, com um Walter isolado.

PRINCIPAIS LANCES

PRIMEIRO TEMPO
13 min – André bate falta por cima do ângulo esquerdo de Abbondanzieri.
15 min – Walter gira na frente da área e bate à esquerda do gol de Carlão.
19 min – D’Alessandro invade a área e chuta colocado, do lado da rede.
20 min – Nei limpa marcador e chuta de pé esquerdo, muito alto.
27 min – Tatá ganha da zaga, mas erra conclusão na cara do gol.
40 min – Sandro chuta de fora da área, sem força.
41 min – Alecsandro arrisca de pé esquerdo e Carlão salva.
SEGUNDO TEMPO
4 min – Marcos Tora bate falta e Abbondanzieri defende.
11 min – Anderson cobra falta de muito longe e bola passa perto do ângulo esquerdo.
15 min – Rondinelli invade área e chuta para fora, à direita de Pato.
21 min – GOOOOL DO INTER! Alecsandro cobra, Carlão toca, mas bola entra no canto direito.
26 min – Leandro Rodrigues erra chute dentro da pequena área.
28 min – Walter ganha da zaga, mas chuta por cima do gol.
35 min – GOOOOOL DO INTER! Nei passa e Alecsandro fuzila o goleiro Carlão.
43 min - GOOOOL DO INTER! Taison bate forte no canto direto do goleiro e marca.
46 min - GOOOOL DO INTER! Taison recebe na direita com tabela e chuta forte.

O meio-campo, de boa movimentação contra o Cerro-URU, naufragou no primeiro tempo. D’Alessandro e Giuliano simplesmente não se encontravam. Wilson Mathias foi a notícia menos ruim, tendo bom rendimento. O parabéns cantado pelos torcedores aos 101 do clube, completos neste domingo, se transformavam em vaias aos poucos. O que no começo era apenas preciosismos para concluir passou a erros infantis.

Mais uma vez, o ataque vermelho rodava, rodava e rodava a bola sem arriscar de longe. A irritação era visível entre os colegas de time, bem como no banco de reservas, com o semblante carregado de Jorge Fossati. Além de não ver uma equipe organizada e produzindo algo concreto para vencer, o uruguaio lembrava que com o resultado seu time era eliminando do returno do Campeonato Gaúcho.

Quando o apitou soou e a primeira etapa acabou, o apupo foi geral no estádio. Avesso aos microfones, D’Alessandro não fugiu da rápida constatação dos problemas. “Estamos irreconhecíveis”, disparou o argentino. “A gente está tentando jogar, mas todos estão errando”, opinou o lateral Nei.

Bendito seja, Rodolfo!

Com Jorge Fossati é assim, as coisas parecem não mudar muito no vestiário. Quando voltou para a etapa final o Inter seguiu sonolento, com os mesmos equívocos na defesa e no ataque. Exposto, o time viu o Universidade controlar, aos poucos, o meio-campo. As oportunidades da equipe de Canoas se multiplicavam. Aos 15 minutos, Andrezinho foi chamado para mudar o quadro. Não que tenha sido pelo seu ingresso, mas o jogo mudou.

A imprudência de um zagueiro rival nunca foi tão comemorada no Beira-Rio. Rodolfo atropelou Nei e o árbitro Leonardo Gaciba assinalou pênalti. Na cobrança, Alecsandro converteu e deu vantagem do Inter. No entanto, a partida não parecia definida, pois o Universidade ainda atacava. Leandro Rodrigues perdeu grande chance de empatar aos 26 minutos.

Para saber como o Internacional de Fossati joga basta ver um jogo completo, seja ela qual for. Sempre há troca de passes depois de vantagem no marcador. Foi com esta postura que o time chegou ao segundo gol. Nei lançou Alecsandro e o camisa nove limpou o goleiro Carlão para marcar seu segundo na tarde.

Taison transforma vitória em goleada

Aos 43, o golpe final, dos pés de Taison. O atacante teve espaço para dominar e chutar de fora da área. A conclusão forte ainda pegou na trave antes de entrar, transformando o jogo fraco em goleada. Três minutos mais tarde, de novo o jogador desejado pelo Palmeiras converteu. O tabelamento pela direita acabou em um chute colocado, por baixo do goleiro.

Vitória nas mãos, o Inter garantiu vaga para as quartas de final da Taça Fábio Koff, com onze pontos, como terceiro colocado da sua chave. Na próxima fase encara o Novo Hamburgo, algoz no primeiro turno, fora de casa. Com o resultado do São José-RS diante do Pelotas, a possibilidade de um Gre-Nal fica adiada somente para a decisão do returno. Com a combinação de resultados o Universidade está eliminado do estadual.

INTERNACIONAL 4 X 0 UNIVERSIDADE

Internacional
Abbondanzieri; Nei (Glaydson), Bolívar, Índio e Juan; Wilson Mathias, Sandro, Giuliano (Andrezinho) e D’Alessandro; Walter (Taison) e Alecsandro
Técnico: Jorge Fossati

Universidade
Carlão; Rondinelli, Thiago, Rodolfo e André; Anderson, Marcos Tora (Coelho), Doriva e Jean (Preto); Tatá (Rodrigo Galvão) e Leandro Rodrigues
Técnico: Círio Quadros

Data: 04/04/2010 (domingo)
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre
Árbitro: Leonardo Gabica
Auxiliares: Marcelo Barison e Cristiano Hennig
Público: 8.012
Renda: R$ 86.925,00
Cartões amarelos: Índio (INT), Rodolfo (UNI), Tatá (UNI), Walter (INT)
Cartões vermelhos: Rodolfo (UNI)
Gols: Alecsandro, aos 21 e aos 35 min; Taison, aos 43 e 46 min do segundo tempo;
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host