UOL Esporte Campeonato Gaúcho
 
05/04/2010 - 08h13

Diamante a ser lapidado, Bergson enche os olhos de Silas em 1º jogo no Grêmio

Marinho Saldanha
Em Porto Alegre

Mesmo que tenha participado de outros 5 jogos entrando no decorrer das partidas, pode se dizer que Bergson estreou neste domingo, contra o Juventude. Isto poque, foi a primeira oportunidade que o jovem atacante teve de começar uma partida e jogar os 90 minutos. Com muita movimentação, o vencedor do duelo com Mithyuê foi um dos destaques da vitória por 2 a 1 em Caxias do Sul. Nos vestiários, o técnico Silas disse que o ex-júnior é um diamante que está sendo lapidado e que foi perfeito. Feliz, o sempre sorridente atacante agradeceu as palavras do treinador na esperança de voltar a receber chances como esta.

Em um primeiro momento, os elogios vieram sem sequer uma pergunta direta. Ao falar da estrutura do time, Silas citou a boa movimentação do garoto. "Eu disse para vocês (imprensa) quando cheguei que queria trabalhar sempre o time titular para ficar definido o que cada um tem que fazer, mas também os reservas. O Bergson, hoje, foi perfeito, só faltou o gol, então é isso que eu quero", referiu o técnico.

Chances para uma atuação completa não faltaram. Movediço, Bergson apareceu constantemente na área do Juventude, porém, no meio do caminho teve Carlão, goleiro da equipe caxiense. Foi assim aos 18 minutos do primeiro tempo, quando se aproveitou de uma falha defensiva do adversário, roubou a bola e chutou para a defesa do arqueiro. E também aos 29, quando recebeu de Douglas e chutou forte, mas teve o mesmo destino.

"Ele entrou e aproveitou a chance dele. Não temos dúvida do jogador que ele é. É outro diamante que estamos lapidando, como o Mithyuê, o Maylson, que hoje não fez gols, mas jogou bem de novo. Estamos trabalhando todos os jogadores e isto fortalece o grupo", sacramentou Silas.

Não vieram somente da parte técnica as palavras elogiosas para atuação de Bergson. Alberto Guerra, assessor de futebol gremista, disse ser consciente do talento que desponta no Olímpico. "Sabíamos da capacidade dele, sempre se destacou na base e aproveitou sua chance. É tudo fruto do trabalho, dos treinamentos e da vontade que teve dentro de campo", disse.

Não foi possível um parâmetro da avaliação do torcedor sobre a atuação do garoto, já que o jogo contra o Juventude foi em Caxias do Sul. Entretanto, William, que vinha sendo titular na ausência de Borges, não gozava de bom relacionamento com os gremistas, chegando a ter sua lesão comemorada durante o confronto com o Votoraty. Assim, uma relação tão tempestuosa não deve ocorrer. Por outro lado, Bergson divide atenções com Mithyuê, que já foi agraciado com todo o carinho dos aficionados.

O GRÊMIO NO TWITTER

Depois de tanto incentivo, o jogador, de 19 anos recém feitos, não teria outra alternativa a não ser agradecer. Reconhecendo a confiança depositada em si, Bergson retribuiu as palavras de seus superiores. "Fiquei muito feliz com a oportunidade. Venho treinando muito forte, esperando por momentos como esse. Procurei cumprir todas as orientações do Silas. Fazia tempo que eu não disputava uma partida completa, mas o nível de entrega durante a semana tem sido tão alto que ajuda a superar a falta de ritmo. O momento do time é muito bom, quem entra tem a confiança dos companheiros. Me sinto muito à vontade e isso é importante. Vou continuar me empenhando para corresponder quando for chamado", falou.

Há chance do garoto permanecer entre os titulares na partida desta quinta-feira, contra o Pelotas, no Olímpico. Isto porque o ataque constitui a principal preocupação de Silas, uma vez que Borges está em recuperação e William lesionado. Portanto, mais uma vez, Bergson e Mithyuê disputarão uma vaga. Depois de uma atuação tão elogiada, parece que o "diamante" ganhou pontos importantes com o técnico.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host