UOL Esporte Campeonato Gaúcho
 
06/04/2010 - 07h04

Com rendimento parecido, artilheiros da dupla Gre-Nal vivem fases diferentes

Daniel Cassol
Em Porto Alegre

Se o artilheiro vive de gols, Jonas e Alecsandro passam por momentos diferentes no Grêmio e no Internacional, mesmo com desempenhos semelhantes quando o assunto é efetividade no ataque. Com 13 gols na temporada, Jonas comemora seu melhor momento na carreira e se afirma como peça-chave no time tricolor. Alecsandro, com 10 gols em menos partidas disputadas, ainda precisa conviver com críticas de parte da torcida.

ARTILHEIROS EM FASES DIFERENTES

  • Nabor Goulart/Freelancer
  • Neco Varella/Freelancer

    Com média de gols parecida, Jonas e Alecsandro vivem momentos distintos no Grêmio e no Inter

Jonas já fez 13 gols em 2010, mais da metade dos 24 que marcou no ano passado. Além disso, o jogador contabiliza dez assistências para gols. Ele não estabelece uma meta precisa, mas espera superar a marca dos 30 gols na temporada.

“Em três meses, marquei 13 gols. No ano passado não estava com este tanto de gol. Então, acho que estou no caminho certo. Espero fazer o máximo de gols possível e, se eu ultrapassar a meta, perto dos 30 gols, seria muito bom”, diz o atacante gremista.

Ele afirma que não se preocupa muito com o desempenho de seus concorrentes na posição no futebol brasileiro, mas considera boa a média de 0,61 gols por partida, principalmente em relação ao ano passado. “A gente acompanha quem vem fazendo gols. Só não sei quantos gols eles têm, não precisa acompanhar tanto assim. Acho que estou com uma média boa este ano. Já fiz mais da metade dos gols que marquei em 2009”, comenta.

Mais de uma vez nos últimos dias, Jonas concordou em estar vivendo seu melhor momento na carreira. Depois da lesão, em outubro do ano passado, que o tirou da briga pela artilharia do Brasileirão, o jogador começou como reserva do Grêmio mas ganhou a posição logo na primeira partida do Campeonato Gaúcho – vitória por 3 a 2 contra o Pelotas, com um gol de Jonas. Nem a lesão do companheiro Borges, autor de nove gols até agora, diminuiu o aproveitamento.

O jogador, que já foi chamado de “pior atacante do mundo” pelo jornal espanhol Mundo Deportivo, por errar três chances de gol consecutivas em uma partida da Libertadores, contra o Boyacá Chicó, hoje já nem lembra do episódio e se vê como uma peça importante no esquema tático do técnico Silas. “É importante você ser uma peça chave na equipe. O Silas vem falando sobre minha participação no time, não só pelos gols, mas pela função tática. Estou feliz por este momento”, comemora.

NÚMEROS DE JONAS

  • 21

    JOGOS

     

  • 13

    GOLS

     

  • 0,61

    GOLS POR PARTIDA

     

Além dos gols, outra marca motiva o atacante tricolor. Jonas está prestes a viver um momento especial no Grêmio. Pela primeira vez, chegará à marca de 100 jogos com a camiseta de um clube. Será na partida do Grêmio contra o Pelotas nesta quinta, pelo Campeonato Gaúcho. “Ainda está por acontecer meu jogo mais importante no Grêmio. Espero que seja nesta reta final do Gauchão”, profetiza.

Perto do Olímpico, no estádio Beira-Rio, o atacante Alecsandro ainda vive com a contestação de parte da torcida, apesar de sua média de gols ser melhor que a do rival Jonas. Alecsandro, artilheiro do Inter na última temporada, com 28 gols, segue sendo o maior goleador colorado em 2010: são dez gols até o momento.

A diferença em relação a Jonas é que Alecsandro atuou em um menor número de partidas. Enquanto o gremista esteve presente em todos os 21 jogos do Grêmio, Alecsandro jogou apenas 13. Com dez gols, ele considera boa a média de 0,76 gosl por partida.

“A média é boa até agora. É maior que um gol a cada dois jogos, então acho que estou conseguindo dar a resposta para o time e os companheiros”, afirma o atacante. Alecsandro não estabeleceu uma meta de gols para 2010, mas sabe que esta é a sua função principal.

“Sempre trabalho para estar melhor, mas também não sou muito de planejar gols ou algo do tipo. As coisas têm que acontecer naturalmente, com o conjunto prevalecendo e como sou o que mais tem a responsabilidade de fazer gols, tento colaborar dessa forma”, explica o jogador.

NÚMEROS DE ALECSANDRO

  • 13

    JOGOS

     

  • 10

    GOLS

     

  • 0,76

    GOLS POR PARTIDA

     

Apesar da boa média de gols, alguns deles decisivos na temporada – na vitória sobre o Grêmio por 1 a 0 e na virada sobre o Emelec – Alecsandro ainda convive com as críticas da torcida. Ou melhor: de parte da torcida, como ele mesmo afirma.

“Acho que não dá para generalizar, que é toda a torcida que critica. A torcida do Inter é muito grande para falar que todos vaiam ou todos aplaudem”, pondera. Mesmo assim, o jogador se diz satisfeito com o desempenho no início do ano e revela um objetivo para temporada: conquistar a parcela da torcida que ainda pega no seu pé.

“As pessoas que encontro na rua sempre dão apoio total. Já falei que uma das minhas metas na temporada é conquistar aquela parte da torcida que ainda pega um pouco no meu pé e só conseguirei isso com gols. Estou satisfeito com esse meu começo de ano. Acho que pude ajudar em partidas importantes, como o Gre-Nal, contra o Emelec, Cerro e outros jogos em 2010”, afirma.

O Internacional pôs fim à série de vitórias e agora é líder do seu grupo na Libertadores, o técnico Jorge Fossati consolida o esquema 4-4-2 e os gols estão voltando a acontecer. Foi assim na goleada sobre o Universidade, quando o atacante marcou dois gols. Independente do esquema tático a ser utilizado pelo treinador, Alecsandro acredita que o “encaixe” da equipe é que vai determinar a boa sequência no ataque.

“Acho que o esquema não quer dizer que vá ser ofensivo ou defensivo, depende muito do time encaixar ou não. Tem vários exemplos que o 3-5-2 é mais ofensivo que o 4-4-2 e também o contrário. Acredito que podemos render bem nos dois pelos jogadores que o Inter tem”, finaliza.

Os artilheiros da dupla Gre-Nal poderão comprovar a boa fase neste meio de semana. Enquanto o Inter vai a Novo Hamburgo enfrentar o time da casa na quarta-feira, o Grêmio recebe o Pelotas na quinta-feira, pelas quartas de final do returno do Campeonato Gaúcho.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host