UOL Esporte Campeonato Gaúcho
 
06/04/2010 - 19h29

Inter admite ainda estar devendo atuação ideal e Fossati vê time com padrão

Jeremias Wernek
Em Porto Alegre

Por mais principiante que seja o trabalho, sempre há uma projeção de qual partida deve ser repetida para se conseguir êxito total. No Inter, porém, isso ainda não é possível. São os próprios personagens que admitem a ausência de um jogo ideal, espelho para o seguimento da temporada. O técnico Jorge Fossati, de poucas palavras, confirmou estar enxergando um padrão em campo, mas concorda que falta algo.

“Estamos devendo sim, por que quando jogamos bem perdemos. E quando não fomos tão bem ganhamos. Estamos devendo. O time não está como poderia, mas trabalhamos forte para corrigir os erros”, assegurou o lateral-direito Nei, que é dúvida para o jogo das quartas de final da Taça Fábio Koff, nesta quarta-feira, diante do Novo Hamburgo, no estádio do Vale.

INTERNACIONAL NO TWITTER

Observado por cerca de 20 repórteres, Fossati foi mais conciso em sua análise quanto ao rendimento do time. “Temos padrão de jogo, estamos evoluindo e há uma ideia que ajuda no padrão. Tem mais para evoluir ainda”, disse, em entrevista coletiva depois de treinamento com portões fechados. “Sempre vai faltar alguma coisa”, completou, de forma irônica o comandante.

Nas duas últimas partidas, a zaga vermelha teve grande desempenho, não sofrendo gols. No entanto, não há motivo para acomodação. "Temos que trabalhar tudo, permanentemente. Estamos evoluindo e, vou repetir, independentemente do sistema usado", comentou o uruguaio.

Diante do Novo Hamburgo, o esquema 4-4-2 será mantido. Com problemas musculares, Nei e Kleber são dúvidas. Caso não possam atuar, Bolívar e Juan serão improvisados pelos lados. O provável Inter: Abbondanzieri; Nei, Índio, Bolívar e Kleber (Juan); Sandro, Guiñazu, Giuliano e D’Alessandro; Walter e Alecsandro.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host