UOL Esporte Campeonato Gaúcho
 
09/04/2010 - 02h08

Após derrota, torcedores do Grêmio fazem manifestação em frente ao vestiário

Marinho Saldanha
Em Porto Alegre
  • Derrota ocasionou protesto pacífico de torcedores do Grêmio em frente ao vestiário do Olímpico

    Derrota ocasionou protesto pacífico de torcedores do Grêmio em frente ao vestiário do Olímpico

Descontentes com a derrota do Grêmio por 2 a 1 para o Pelotas, em casa, nesta quinta-feira, um grupo de 50 torcedores se postou em frente ao vestiário do Olímpico em uma manifestação. Pacíficos e cantando músicas de apoio, os gremistas buscavam mostrar aos atletas que seguiam com eles e que era necessário dar algo mais. Diferente de outros momentos, não houve a necessidade de intervenção policial, nem discussão.

"Viemos aqui para mostrar que podemos conquistar o título, nada está perdido", disse um dos manifestantes. "Não podemos achar que fomos bem, mas temos que erguer a cabeça", gritou outro entre um cântico e outro.

Temendo violência, a direção do Grêmio antecipou a atitude dos torcedores e postou 10 policiais militares em frente à porta de saída dos jogadores. Porém, a atividade durou pouco, somente 30 minutos. Neste espaço de tempo, nenhum jogador deixou o estádio, não tendo contato direto com os aficionados.

A direção do Grêmio reagiu a derrota em casa reclamando da arbitragem, enquanto Silas admitiu que não esperava ser surpreendido pelo time treinado por Beto Almeida. Com a derrota em casa, o Grêmio aguarda o campeão da Taça Fábio Koff para a realização da final do Gauchão. Neste jogo, Douglas, expulso contra o Pelotas, não poderá atuar. Pela Copa do Brasil, o próximo jogo é quarta-feira, no Olímpico, contra o Avaí.

O GRÊMIO NO TWITTER

A desclassificação prematura no Estadual mudou a programação gremista. Em vez de um treinamento nesta sexta-feira pela manhã, os jogadores ganharam folga e se reapresentam somente no sábado à tarde.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host