Inter faz gol nos acréscimos e vence primeiro jogo sem D'Alessandro

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Internacional

O Internacional empatava com o Ypiranga-RS, em pleno Beira-Rio, até os 47 minutos do segundo tempo. Coube a Aylon, quase no último lance da partida válida pela segunda rodada do Gauchão, garantir a vitória. No primeiro jogo sem D'Alessandro, o Colorado sofreu, mas venceu: 3 a 2

Paulão, Rodrigo Dourado e Aylon fizeram os gols do time da casa. Danilinho e Wesley Santos completaram o placar.

Sem D'Alessandro, que foi para o River Plate, o Inter saiu atrás do placar em bela cobrança de falta. Empatou ainda no primeiro tempo, virou logo após o intervalo e cedeu o escore em erro defensivo e falha de Paulão. Quando o tropeço parecia irreversível, Aylon completou cruzamento e salvou.

FASES DO JOGO

Primeiro tempo: mais posse de bola, mais finalizações e muito mais volume não renderam ao Inter uma vantagem diante do Ypiranga. Pelo contrário, os donos da casa saíram atrás no marcado. Depois de criar quatro oportunidades, o Colorado foi surpreendido com uma linda cobrança de falta de Danilinho. Mas o gol visitante saiu cedo, aos 11 minutos.

Até o intervalo, o Inter teve tempo de botar a bola no chão e ir atrás do empate. Aos 24, Vitinho cobrou falta e o goleiro Carlão saiu mal. Paulão tentou duas vezes e na segunda, em posição irregular, marcou. Os visitantes ainda assustaram com um chute por cobertura.

Segundo tempo: com Marquinhos no lugar de Fernando Bob (que sentiu lesão), o Inter foi mais agudo. Com outro esquema tático, o Colorado encurralou o Ypiranga e virou logo aos 4 minutos. Com Rodrigo Dourado no rebote de escanteio. Até os 20, o time de Argel Fucks teve quatro oportunidades para matar o confronto. Não aproveitou. Os visitantes agradeceram e empataram em escanteio, com Wesley Santos após erro de Paulão.

Para vencer, Argel sacou Anderson e Alex e botou Andrigo e Aylon. A pressão foi até o final e rendeu resultado. Aos 47, Sasha cruzou da direita e Aylon - livre na pequena área, escorou com o pé para o fundo da rede.

DESTAQUES

Sem número 10: no primeiro jogo sem D'Alessandro, a camisa 10 também não apareceu. Alex, que utilizou este número em 2008, atuou com a 12 (adotada nos tempos de Spartak Moscou-RUS e Corinthians e trazida para o Beira-Rio no seu retorno, em 2013). É possível que a numeração do elenco siga igual e somente um reforço a ser contratado ganhe o número que foi do argentino.

Sem médico: o Ypiranga-RS foi ao Beira-Rio sem um médico para atender seu time. Durante o primeiro tempo, o goleiro Carlão precisou de cuidados e um integrante da comissão técnica do Inter acabou entrando no gramado para acudir.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL X YPIRANGA-RS

Data: 06/02/2016 (sábado)
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Público: 9.747 pessoas (8.109 pagantes)
Renda: R$ 213.435,00
Árbitro: Daniel Soder
Auxiliares: Lúcio Flor e Tiago Kappes Diel
Cartões amarelos: Carlão (YPI)
Gols: Danilinho, aos 11 minutos do primeiro tempo; Paulão, aos 24 minutos do primeiro tempo; Rodrigo Dourado, aos 4 minutos do segundo tempo; Wesley Santos, aos 21 minutos do segundo tempo

INTERNACIONAL: Alisson; William, Paulão, Réver e Artur; Fernando Bob (Marquinhos), Rodrigo Dourado, Anderson (Aylon) e Alex (Andrigo); Eduardo Sasha e Vitinho
Técnico: Argel Fucks

YPIRNGA-RS: Carlão (Dudu); Márcio, Negretti, Wesley e Laerte; Robson, Jessé, Danilinho (Jucemar) e Jardel (Wesley); Túlio Renan e João Paulo
Técnico: Leocir Dall'Astra

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos