Grêmio sofre, mas interrompe série negativa com vitória magra

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio FBPA

    Bobô comemora gol do Grêmio em vitória contra o Novo Hamburgo

    Bobô comemora gol do Grêmio em vitória contra o Novo Hamburgo

Quando a atuação não é a ideal, o resultado precisa ser. E foi assim que o Grêmio interrompeu a série negativa que vinha enfrentando. Neste domingo (21), Bobô saiu do banco para marcar o gol da vitória por 1 a 0 contra o Novo Hamburgo. O resultado magro e sofrido evitou uma sequência inédita. 

O Grêmio jamais ficou três partidas sem vitória sob comando de Roger Machado. Mas esteve perto dessa vez. A terceira não aconteceu graças ao gol que saiu aos 21 minutos do segundo tempo, quando a torcida já ensaiava vaias. 
 
Bobô substituiu Henrique Almeida, que não teve boa atuação. E mesmo criticado e fora dos planos para o time principal, o ex-atacante do Corinthians foi quem definiu o jogo. 
 
Com o resultado o time retoma o terceiro lugar ultrapassando o Inter. O próximo duelo será diante do São Paulo-RS, em Rio Grande. 
 
GRÊMIO 1 X 0 NOVO HAMBURGO
 
Data: 21/02/2016 (Domingo)
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Daniel Soder
Auxiliares: Leirson Peing e Alduíno Mocelin
Renda: R$ 291.588,00
Público: 9.965 total
Cartões amarelos:  Preto (NH), Juan (NH) e André Paulino (NH), Diego Macedo (NH); Wallace Oliveira (GRE), Marcelo Oliveira (GRE);
Gols: Bobô, do Grêmio, aos 21 minutos do segundo tempo;
 
GRÊMIO
Marcelo Grohe; Wallace Oliveira, Fred, Pedro Geromel e Marcelo Oliveira; Edinho, Giuliano, Luan (Kaio), Douglas (Fernandinho) e Everton; Henrique Almeida (Bobô). 
Técnico: Roger Machado 
 
NOVO HAMBURGO
Jandrei; Celsinho, Diego Macedo, André Paulino e Juan; Amaral, Preto (Matheus Pranke), Anderson Paraíba, Robinho (Juninho); Saldanha e Kiros (Jonathan).
Técnico: Gerson Gusmão

FASES DO JOGO

  • Primeiro tempoFoi o Grêmio que dominou o jogo. Em casa, o time buscava recuperação da derrota na estreia pela Libertadores e logo aos 3 minutos Luan completou cruzamento na trave. Em seguida, Luan teve outra oportunidade que não entrou pois bateu em Henrique Almeida. Mas engana-se quem pensa que foi 'jogo de um time só'. O Novo Hamburgo assustou ao menos duas vezes. De fora da área com Anderson Paraíba e em cabeceio do centroavante Kiros. Mas sem movimentação de placar, o primeiro tempo acabou com forças iguais.
  • Segundo tempoDe olho em conquistar ao menos um ponto, o Novo Hamburgo tratou de recuar suas linhas e jogar com todos atrás do meio no segundo tempo. Raras foram as vezes que os visitantes tentaram algo. O Grêmio, que já pressionava, passou a fazer isso com intensidade maior ainda. Quando a torcida já perdia a paciência, Bobô, que tinha substituído Henrique Almeida, evitou o pior. Desviou cruzamento de Luan em cobrança de falta e colocou o Tricolor em vantagem. Depois, por pouco mais gols não saíram, mas foi tudo.

Destaques

  • Jogo 50 de RogerRoger Machado comandou o Grêmio em seu jogo de número 50. Antes do duelo, os números apontavam 26 vitórias, 11 empates e 12 derrotas.
  • Camisa rosaEm uma campanha de apoio à prevenção do câncer de mama, o Novo Hamburgo estreou seu terceiro uniforme, com camisas e calções em um tom de rosa. As meias seguiram a tradicional cor do clube, azul.

Melhores

  • Bobô, GrêmioSaiu do banco e mudou a movimentação do time. Fez o gol da vitória e criou outras chances.

Melhores

  • Henrique Almeida, GrêmioAtrapalhou em um lance que poderia ser gol de Luan, foi mal e acabou substituído.

UOL Cursos Online

Todos os cursos