Inter leva virada do Veranópolis em jogo com três apagões e 123 minutos

Do UOL, em Porto Alegre

O duelo entre Inter e Veranópolis foi um jogo longe do comum. Nesta quarta-feira (24), o estádio Beira-Rio sofreu com três apagões. O primeiro atrasou o jogo, os dois que seguiram foram com bola rolando. O primeiro tempo teve 27 minutos de acréscimo e 72 minutos no total. Ao todo, a partida durou 123 minutos (com seis de acréscimo no segundo tempo). Em campo o time também teve 'apagão'. O Colorado saiu na frente, mas levou a virada por 2 a 1 e perdeu invencibilidade.

O jogo acabou descaracterizado. Com tantas paradas, o ritmo acabou lento e difícil de ser avaliado. "Essas paradas atrapalham um pouco. Quando você está em ação, de repente precisa parar, volta, e para de novo. Mas são coisas que não temos como controlar", disse o zagueiro Paulão. 

Os gols do Veranópolis seguiram o tom do jogo, foram incomuns. Primeiro Jackson foi rebater um cruzamento e marcou contra. Depois Alisson saiu errado, foi driblado e viu Zambi marcar o segundo. Sasha fez o do Inter, entre um apagão e outro no primeiro tempo. 
 
Segundo a direção do Internacional, as subestações da CEEE não suportaram a carga e desabasteceram o estádio. A empresa garante que o problema foi interno no estádio. Alguns torcedores ficaram impacientes durante os apagões. Muitos foram embora antes do fim do primeiro tempo. E o jogo era para ser festivo, com promoção especial de visita ao campo depois do duelo para os aficionados. 
 
O Veranópolis tirou a invencibilidade local do Internacional que durava 21 jogos. Foi a primeira queda em casa sob comando do técnico Argel Fucks. A marca durava desde julho do ano passado. 
 
Apesar da derrota, uma ação de marketing do Internacional permitiu a entrada de torcedores no gramado após a partida. 
 
 
INTERNACIONAL 1 X 2 VERANÓPOLIS
 
Data: 24/02/2016 (quarta-feira)
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Roger Goulart
Auxiliares: Jorge Eduardo Bernardi e Fabrício Lima Bassegio
Cartões amarelos:  Zambi (VEC), Léo Rodrigues (VEC), Igor (VEC), Reginaldo Júnior (VEC); Eduardo Sasha (INT), Alex (INT).
Gols: Eduardo Sasha, do Inter, aos 43 minutos do primeiro tempo; Jackson, do Inter, contra, aos 8 minutos do segundo tempo; Zambi, do Veranópolis, aos 14 minutos do segundo tempo; 
 
INTERNACIONAL
Alisson; William, Paulão, Jackson e Arthur; Rodrigo Dourado, Fernando Bob (Andrigo), Anderson e Alisson Farias (Alex); Aylon (Bruno Baio) e Eduardo Sasha. 
Técnico: Argel Fucks
 
VERANÓPOLIS
Léo Rodrigues; Igor Bosel, Micael, Douglão e Massari; Felipe Guedes, Willian Favoni, Reginaldo Júnior (Márcio Jonathan) e Ronaldo; Lê (Paulista) e Zambi (Admilton).
Técnico: Luiz Carlos Winck
 

FASES DO JOGO

  • Primeiro tempoFoi difícil exercer pressão no começo do jogo. Tanto ao Inter quanto ao Veranópolis. Isso porque depois de atrasar por quase 10 minutos devido a um apagão, o jogo parou com 15 disputados porque faltou energia elétrica novamente. Foram mas 13 minutos sem futebol. Quando a bola voltou a rolar, não demorou muito para o Inter abrir o placar. Anderson inverteu para Arthur que cruzou para Sasha colocar nas redes aos 43 minutos pelo tempo corrido. Depois, aos 45, faltou luz novamente. Ficou mais 14 minutos parado, o juiz deu 27 minutos de acréscimos e o primeiro tempo fechou com 72 minutos.
  • Segundo tempoMal tinha começado o segundo tempo e o Veranópolis empatou. Cruzamento e Jackson foi tentar afastar e colocou contra. O Inter ficou atordoado. Sem conseguir igualar, os donos da casa saíram ao ataque e deram espaço. Zambi, aos 14 minutos, foi lançado, driblou Alisson e virou o jogo. Desesperado por ter sofrido a virada, o Inter tentou de toda forma o gol. Aylon acertou a trave, animando a equipe. E os espaços seguiram. Felipe Guedes quase matou o jogo em um contra-ataque. Errou. Mas não foi nem necessário, porque o Veranópolis venceu de virada.

Destaques

  • ApagõesAntes do jogo, faltou luz no estádio Beira-Rio. A torcida, de pronto, fez uma festa e iluminou a casa colorada com luzes de celular. O apagão fez a partida atrasar por oito minutos. Aos 15 minutos do primeiro tempo, novamente faltou luz e o jogo parou por 12 minutos. E quando a partida tinha 45 pelo tempo corrido, o terceiro apagão parou a partida por mais 15 minutos.
  • Festa depois do jogoOs torcedores que foram ao jogo puderam, ao fim da partida, entrar no campo do Beira-Rio e registrar o momento. A ação foi promovida pelo marketing do Internacional.

Melhores

  • Paulão, InternacionalFoi seguro na defesa e ainda se arriscou ao ataque, quase marcou um gol.

Piores

  • Jackson, InternacionalFoi afastar um cruzamento e deu 'de canela' marcando contra. Ele que teve marcado sua primeira passagem pelo Inter por um gol contra no clássico contra o Grêmio.

UOL Cursos Online

Todos os cursos