Rivalidade Gauchão x Primeira Liga esquenta rixa do Grêmio com Federação

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Divulgação/Grêmio

    Presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior, não gostou de carta da Federação

    Presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior, não gostou de carta da Federação

Grêmio e Federação Gaúcha de Futebol vivem novo desconforto. A arbitragem para o clássico Gre-Nal, contudo, foi apenas plano de fundo para nova situação. O clube, que já elencou reclamações sobre a conduta da Federação, agora vê a disputa de poder entre Gauchão e Primeira Liga tomar a frente no debate. 

Tudo porque, ao enviar um documento oficial pedindo árbitro de fora do Rio Grande do Sul no Gre-Nal do próximo domingo, o Tricolor lembrou que a partida vale pela Primeira Liga. Porém, o duelo vale ao mesmo tempo pelo Campeonato Gaúcho. E citar a competição acima do Estadual gerou revolta. 
 
A réplica da Federação Gaúcha de Futebol, que desagradou o Grêmio, sublinhou que o 'dono' da data em que o jogo ocorrerá é o Gauchão e que a decisão do duelo valer por duas competições partiu do comando da Liga. Sublinhou ainda a qualidade da arbitragem gaúcha e rejeitou o pedido. 
 
O tom da carta desagradou o Grêmio. E é apenas um ato do discórdia nos bastidores. O clube considera que a atuação da Federação não defende seus interesses. A Federação vê no Grêmio o arquiteto da criação da Primeira Liga, que pode enfraquecer o Campeonato Gaúcho. 
 
O clássico do próximo domingo vale pelas duas competições, mas cartões e suspensões contam pelo Gaúcho. A Federação é majoritária no duelo e resolveu, por isso, rejeitar o pedido gremista. 
 
O presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Francisco Noveletto Neto, nunca escondeu o desgosto pela criação da Sul-Minas-Rio. Chegou a afirmar que torcia que o campeonato não desse certo. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos