Lateral do Inter pede desculpa a Bolaños após fratura: "Não sou violento"

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Jeremias Wernek/UOL

    William disse que não se arrepende de lance com Miller Bolaños, no Gre-Nal 409

    William disse que não se arrepende de lance com Miller Bolaños, no Gre-Nal 409

William deixou o vestiário visitante da Arena do Grêmio pronto para dar explicações. Criticado por jogadores, comissão técnica e dirigentes do Tricolor, o lateral direito do Internacional negou intenção de machucar Miller Bolaños. Ao saber da fratura dupla no meia-atacante, o camisa dois pediu desculpas e disse não se arrepender da entrada.

"Eu acabei de ver o lance, sei que estão falando bastante. A bola ia para a linha de fundo, eu tomei a frente e nós dois fomos com o corpo. Sou profissional há dois anos, não sou um jogador assim (violento). Foi uma infelicidade. Peço desculpas, se ele acha isso (entrada com intenção)", disse William.

O lance ocorreu no início do clássico 409, que valeu pelo Campeonato Gaúcho e Primeira Liga. Bolaños resistiu até o intervalo, mas não voltou para o jogo. Saiu do estádio direto para o hospital. E lá, teve confirmada fratura na mandíbula.

"Não, não tem arrependimento. É Gre-Nal, os dois foram dividir e os dois foram forte. Se eu não fosse daquele jeito, poderia me machucar. Poderia ter sido comigo. Foi uma dividida normal", repetiu o lateral do Internacional.

A diretoria do Internacional também adotou a linha usada pelo lateral. "Claramente foi um lance sem querer, isso foi nítido. Todos viram", opinou Carlos Pellegrini, vice de futebol do Inter. "Não houve intenção, não foi desleal", afirmou Vitorio Piffero, presidente do Inter.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos