Inter perde chances, relaxa no segundo tempo e sofre empate do São Paulo-RS

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Internacional

    Eduardo Sasha comemora gol do Inter contra o São Paulo-RS, no Beira-Rio

    Eduardo Sasha comemora gol do Inter contra o São Paulo-RS, no Beira-Rio

O Internacional vencia por 1 a 0 e tinha o jogo absolutamente dominado. Tanto que passou a empilhar chances perdidas. Aylon, Alex, todos erraram em lances decisivos. Acreditou que o jogo estava decidido e  relaxou. Tanto que sofreu o empate. Neste domingo (13), o Colorado ficou no 1 a 1 com o São Paulo-RS em casa e marcou passo.

A ideia era recuperar a força do Beira-Rio. Mas não foi possível. O Inter via o placar definido com vitória e passou a perder a bola repetidamente no setor de defesa. Desatento, errou em uma saída de bola acabou sofrendo gol de Cidinho, na única chance do adversário. 
 
Agora, o Inter segue atrás do São Paulo-RS na classificação e chega ao segundo jogo em casa seguido sem vitória. Em quarto e quinto lugares, ambos perderam contato com os primeiros na classificação. 
 
INTER X SÃO PAULO-RS
 
Data: 13/03/2016 (Domingo)
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Eleno Todeschini
Auxiliares: Alexandre Kleiniche e Luiza Reis
Cartões amarelos:  Athos (SP), Henrique (SP) Deivity (SP), Romano (SP); William (INT), Rodrigo Dourado (INT), Fabinho (INT); 
Gols: Eduardo Sasha, do Inter, aos 6 minutos do primeiro tempo; Cidinho, do São Paulo-RS, aos 28 do segundo tempo; 
 
INTERNACIONAL
Alisson; William (Marquinhos), Réver, Ernando e Arthur; Rodrigo Dourado, Fabinho, Eduardo Sasha (Alisson Farias) e Andrigo (Alex); Aylon e Vitinho. 
Técnico: Argel Fucks
 
SÃO PAULO-RS
Deivity; Raulen, Fernando Pinto, Luís Henrique e Romano; Henrique, Thiago Correa (Faísca), Guto Dresch e Athos (Diego Sapata); Cidinho e Rafael Pilões (Guto).
Técnico: Hélio Vieira
 

FASES DO JOGO

  • Primeiro tempoUsando sua estratégia tradicional, o Inter não demorou muito para abrir o placar. Sem troca de passes em demasia, sem perder tempo. O Colorado foi vertical e tentou três conclusões até um chute mal feito parar nos pés de Sasha, dentro da área adversária. Em condição legal, o atacante só escorou para a rede. Determinado a jogar no contra-ataque, o São Paulo-RS precisou sair. E deu espaços. Foi o Inter que seguiu no comando das ações da partida. E a superioridade gerou relaxamento. Réver e Rodrigo Dourado erraram saídas e por pouco não entregaram o empate. Sasha, aos 30, quase fez o segundo. E o primeiro tempo foi seguro ao time da casa.
  • Segundo tempoO Inter seguiu dominando no segundo tempo. Pressionou, perdeu chances. Não parecia ameaçado em momento algum e tentou, muitas vezes, ampliar o marcador. Aos 22 minutos, Aylon foi lançado, livre, cara a cara com o goleiro, e bateu fraco. O goleiro Deivity defendeu. Mas quem não faz, leva. Aos 28, Romano aparou uma bola mal afastada pela defesa, driblou dois marcadores e cruzou para Cidinho empatar. Nervoso, o Colorado não conseguiu algo mais, mesmo se jogando ao ataque. Aos 41, Aylon recebeu na área, dominou, deu uma bicicleta, ela bateu na trave, passou na linha e não entrou. Sinal que o placar não iria mais se mover, de qualquer forma.

Destaques

  • Protesto, só fora do Beira-RioO Internacional usou seu site oficial para pedir aos torcedores que não levassem cartazes com qualquer manifestação política ao Beira-Rio. Foi atendido.
  • Vitinho de voltaVitinho ficou um bom tempo afastado do time titular do Inter por lesão. Voltou a atuar no Gre-Nal, entrando no segundo tempo. Neste domingo foi titular de novo.

Melhores

  • Fabinho, InternacionalControlou as investidas do São Paulo-RS e participou da organização de jogadas do Inter.

Piores

  • Réver, InternacionalDeu uma série de sustos nos companheiros de zaga com saídas erradas e recuos desnecessários.

UOL Cursos Online

Todos os cursos