Moral para Libertadores: Grêmio atropela o Brasil-RS e vai à semi do Gaúcho

Do UOL, em Porto Alegre

  • PEDRO H. TESCH/ESTADÃO CONTEÚDO

    Bobô comemora gol marcado para o Grêmio sobre o Brasil de Pelotas

    Bobô comemora gol marcado para o Grêmio sobre o Brasil de Pelotas

Se perder no Gauchão poderia abalar a moral do elenco para o jogo importante da próxima semana na Libertadores, ganhar com tranquilidade pode ter o efeito contrário. E o Grêmio ganhou. Nesta quarta-feira (06), o Tricolor não encontrou barreira no Brasil de Pelotas e fez 4 a 1, avançando à semifinal do Gauchão.

O adversário gremista será conhecido apenas na próxima semana. Será o vencedor do duelo entre Ypiranga e Juventude. Se for o time de Caxias do Sul, será a mesma semifinal do ano passado. Giuliano, Pedro Rocha, Bobô e Pedro Geromel marcaram os gols. 
 
Antes, porém, o Tricolor terá compromisso na Libertadores. Será o penúltimo jogo do grupo 6 e uma vitória sobre a LDU encaminhará a classificação. O jogo será disputado em Quito e a viagem começa já nesta quinta-feira pela manhã. 
 
GRÊMIO 4 X 1 BRASIL DE PELOTAS
 
Data: 06/04/2016 (quarta-feira)
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre
Árbitro: Leandro Vuadem
Auxiliares: Julio Cesar Rodrigues Santos, Rafael da Silva Alves
Renda: R$ 462.762,00
Público: 13.519 (total)
Cartões amarelos:  Giuliano (GRE); Galiardo (BRA), Gustavo Papa (BRA)
Gols: Pedro Geromel, do Grêmio, aos 2 minutos do primeiro tempo; Bobô, do Grêmio, aos 40 minutos do primeiro tempo; Brock, do Brasil de Pelotas, aos 6 minutos do segundo tempo; Giuliano, do Grêmio, aos 29 minutos do segundo tempo; Pedro Rocha, do Grêmio, aos 32 minutos do segundo tempo;
 
GRÊMIO
Marcelo Grohe; Wallace Oliveira; Fred, Pedro Geromel e Marcelo Hermes; Walace (Edinho), Maicon, Giuliano e Douglas (Lincoln); Luan e Bobô (Pedro Rocha).
Técnico: Roger Machado
 
BRASIL DE PELOTAS
Eduardo Martini; Galiardo, Cirilo, Leandro Camilo e Eduardo Brock; Leandro Leite, Moisés (Márcio Hahn), Washington e Diogo Oliveira; Ramon (Gustavo Papa) e Nathan (Nena).
Técnico: Rogério Zimmermann
 

Fases do jogo

  • Primeiro tempoO Grêmio não deu tempo do Brasil de Pelotas nem respirar. Com dois minutos, Pedro Geromel desviou cruzamento e venceu o goleiro Eduardo Martini. Mas o gol não fez o Tricolor ter uma boa atuação. Foram muitos erros de passe e pouca criação de jogadas. Tanto que a próxima chance de gol veio apenas aos 31 minutos e foi do adversário. Diogo Oliveira perdeu. Mas o rival jamais esteve perto de assustar. Tanto que aos 40 minutos, Giuliano fez ótima jogada e rolou para Bobô marcar o segundo. Tranquilo, o Tricolor foi aos vestiários com classificação encaminhada.
  • Segundo tempoNo segundo tempo, o Grêmio levou um susto logo aos 6 minutos. Em escanteio, Brock ganhou da zaga e descontou. O gol fez bem ao Brasil. O time visitante passou a pressionar o Grêmio nos minutos que seguiram. Mas, aos poucos, a pressão do Brasil ficou menor e o controle do jogo voltou às mãos do Grêmio. Pedro Geromel quase fez mais um, driblando dois jogadores e batendo para fora. E o placar ficou mais largo aos 29, quando Giuliano aparou cruzamento e marcou o terceiro. Pedro Rocha, em seguida, recebeu de Luan e anotou mais um. Classificação sem problemas e com moral elevada para Libertadores.

Destaques

  • ElogiosAntes do jogo, o técnico do Grêmio era só elogios a Rogério Zimmermann, técnico do Brasil de Pelotas. Segundo Roger Machado, o treinador foi responsável direto pelo crescimento do time da zona sul do Estado.
  • Olheiro na ArenaUm representante da Inter de Milão esteve na Arena acompanhando o volante Walace, alvo do clube italiano. O marcador foi chamado de 'Pogba brasileiro' pela imprensa italiana.

Melhores

  • Pedro Geromel, GrêmioFez um gol, foi importante na defesa e por pouco não marcou um golaço no segundo tempo.

Piores

  • Wallace Oliveira, GrêmioErrou uma série de jogadas e apareceu pouco no auxílio ao setor ofensivo do Grêmio.

UOL Cursos Online

Todos os cursos