Grêmio ironiza liberação de William e sugere 'capacete' em jogos do Gaúcho

Do UOL, em Porto Alegre

  • LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

    William fraturou a mandíbula de Bolaños em lance do Campeonato Gaúcho

    William fraturou a mandíbula de Bolaños em lance do Campeonato Gaúcho

O diretor jurídico do Grêmio, Nestor Hein, falou forte contra a liberação do lateral direito William, do Inter, na manhã desta sexta-feira (15). Usando ironia, o dirigente sugeriu o uso de capacetes no estilo Petr Cech. 

"O Grêmio já esperava isso, já que o auditor do TJD até seis meses atrás era conselheiro do Internacional. Mas não vamos tentar impugnar isso. A decisão é desastrosa. Um salvo-conduto para violência. Foi um dolo eventual, ele não queria quebrar a mandíbula do Bolaños, mas uma cotovelada intencional. Vou sugerir ao presidente do Grêmio que se retire neste processo e resguarde seus jogadores para Libertadores. Ou jogue com uma proteção, vamos usar um capacete especial tipo o daquele goleiro europeu. Precisamos de nossos jogadores protegidos para a Libertadores", disse o dirigente à Rádio Guaíba. 
 
William tinha pego seis partidas por conta da cotovelada em Miller Bolaños, do Grêmio, no clássico Gre-Nal 409. O Internacional conseguiu efeito suspensivo que o libera para o jogo semifinal do Gaúcho, no sábado, contra o São José. 
 
"Sugiro isso ao São José amanhã. Este menino tomou seis jogos depois de fazer o Bolaños ficar 10 jogos fora. Ele recebeu um passaporte para continuar fazendo isso. É uma impunidade o Campeonato Gaúcho. Agora a Justiça Desportiva apronta uma decisão desastrosa em termos de imaginário coletivo de torcedores e jogadores", completou Hein. 
 
Partirá do presidente do Grêmio a tentativa de derrubar o efeito suspensivo ou não. Mas o Tricolor se mostra irritado pela autorização ao jogador do Inter ter, ainda, passado pelo auditor Carlos Rafael dos Santos, que foi inclusive candidato a vice-presidência do Colorado. 
 
"Se pode bater e o tribunal pune, depois de três horas de julgamento, e na calada da noite libera, eu aconselharia o Grêmio que batendo nesta porta não vamos encontrar justiça", finalizou Hein. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos