Inter sofre no campo sintético, mas bate o São José e vai à final do Gaúcho

Do UOL, em Porto ALegre

  • Ricardo Duarte/Internacional

    Ernando fez o gol do Inter contra o São José que colocou o Colorado na final

    Ernando fez o gol do Inter contra o São José que colocou o Colorado na final

Foi difícil, mas o Internacional está na final do Campeonato Gaúcho. O Colorado levou 75 minutos para furar o bloqueio do São José e vencer as dificuldades impostas pelo gramado sintético. Até que Ernando colocou na rede e garantiu o placar 1 a 0, neste sábado (23), confirmando lugar na decisão. 

O primeiro jogo havia sido 0 a 0. E tudo caminhava para um resultado idêntico, que seria a terceira repetição - já que na primeira fase os dois times empataram sem gols novamente. Foi preciso muito esforço para mudar isso. 
 
A chuva forte que caiu em Porto Alegre molhou muito o gramado sintético da casa do São José. Se já seria difícil atuar ali pela diferente dinâmica da bola, com água acumulada ficou ainda pior. Foram poucas jogadas trabalhadas, muitos erros e uma partida de baixo nível técnico.
 
E o gol do Inter poderia sair apenas da maneira que foi. Cruzamento, confusão na área, Paulão bateu nela e Ernando, com uma pancada, colocou nas redes. O rival na final será conhecido no domingo. O jogo de volta da outra semi aponta o Juventude em vantagem contra o Grêmio, porque venceu por 2 a 0 em casa. O confronto derradeiro será na Arena.
 
SÃO JOSÉ 0 X 1 INTERNACIONAL
 
Data: 23/04/2016 (Sábado)
Local: estádio Passo d'Areia, em Porto Alegre
Árbitro: Francisco Neto
Auxiliares: André da Silva Bittencourt e Tiago Diel
Cartões amarelos:  Jô (SJ); Alisson (INT)
Gols: Ernando, do Inter, aos 30 minutos do segundo tempo;
 
SÃO JOSÉ-POA
Fábio; Bindé, Everton, Wagner, e Deivid; Felipe Guedes, Diego Torres (Carlos Eduardo), Guilherme (Rafael Carrilho) e Rafinha; Jô e Heliardo (Chico).
Técnico: China Balbino 
 
INTERNACIONAL
Alisson; Paulo Cezar, Paulão, Ernando e Artur; Fernando Bob, Fabinho, Anderson (Aylon), Andrigo (Gustavo Ferrareis) e Eduardo Sasha (Marquinhos); Vitinho.
Técnico: Argel Fucks

FASES DO JOGO

  • Primeiro tempoO campo sintético e molhado deu ao jogo características peculiares. Trocar passes pelo chão tornou-se praticamente impossível. Inter e São José, então, trataram de buscar lançamentos longos pelo alto e contaram com a sorte. O time da casa quase abriu o placar graças a um erro de Anderson, que armou contra-ataque. A bola acabou com Rafinha, que cara a cara com Alisson chutou para fora. A resposta veio apenas no fim da primeira etapa quando boa jogada de Andrigo acabou com conclusão para fora de Anderson.
  • Segundo tempoO segundo tempo mudou pouco em relação ao primeiro. Muitos erros técnicos forçados pelo gramado ou por equívocos dos jogadores dificultaram as ações ofensivas. O Inter tentou assumir o controle de ações com Vitinho aparecendo bem na frente, mas mesmo assim sem grandes chances. Andrigo dividiu com a zaga e por pouco não marcou aos 26 minutos. E o crescimento do Inter teve prêmio em seguida. Um cruzamento da esquerda com confusão na área acabou em batida de Paulão para Ernando, que com muita força colocou nas redes o gol da classificação vermelha à final.

DESTAQUES

  • Carpete molhadoPor conta da chuva, o piso sintético do estádio Passo D'Areia estava muito molhado. O que prejudicou o rendimento dos jogadores.
  • Pouca gente, muito caroCom ingressos custando R$ 100, foram poucos os torcedores que compareceram para a partida. As arquibancadas da casa do Zequinha seguiram com muitos espaços durante o jogo.

Melhores

  • Ernando, InternacionalEm um jogo de poucos destaques, fez o gol que garantiu a vaga na final do Campeonato Gaúcho.

Piores

  • PC Magalhães, InternacionalMuito discreto no ataque e com muitos erros técnicos acabou novamente decepcionando.

UOL Cursos Online

Todos os cursos