Grêmio vence o Juventude, mas fica fora da final graças a 'lei do ex'

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio

    Luan, do Grêmio, tenta proteger a bola de Hugo, do Juventude, pelo Gauchão

    Luan, do Grêmio, tenta proteger a bola de Hugo, do Juventude, pelo Gauchão

O Grêmio está fora da final do Gauchão. O Tricolor venceu o Juventude por 3 a 1 neste domingo (24), mas graças ao gol qualificado (no jogo de ida foi vitória do Ju por 2 a 0) não fará a decisão com o Internacional. O feito foi de Roberson, cria da base do Grêmio. 

Roberson foi emprestado para quatro clubes até deixar o Grêmio definitivamente, em 2014. Já havia marcado no jogo de ida e, na volta, fez o gol que evitou o clássico Gre-Nal na decisão. 
 
Assim, o Grêmio mantém jejum de conquistas no Gaúcho. Desde 2010 que o time azul, branco e preto não vence o Estadual. 
 
A partida foi tensa. Até o fim, muita pressão do time da casa e o goleiro do Ju, Elias, como grande destaque do compromisso ao defender chutes muito complicados nos minutos finais. 
 
GRÊMIO 3 X 1 JUVENTUDE
 
Data: 24/04/2016 (Domingo)
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima
Auxiliares: Leirson Peng e Michael Stanislau
Renda: R$ 704.599,00
Público: 20.158 (total)
Cartões amarelos:  Bressan (GRE), Fred (GRE); Hugo (JUV), Lucas (JUV), Bruno Ribeiro (JUV), Dieguinho (JUV);
Cartões vermelhos: Hélder
Gols: Walace, do Grêmio, aos 3 minutos do primeiro tempo; Giuliano, do Grêmio, com 1 minuto de segundo tempo; Roberson, do Juventude, aos 2 minutos do segundo tempo; Bolaños, do Grêmio, aos 14 minutos do segundo tempo; 
 
GRÊMIO
Marcelo Grohe; Ramiro, Fred, Bressan e Marcelo Oliveira; Walace (Lincoln), Maicon, Giuliano e Douglas (Herique Almeida); Bobô (Bolaños) e Luan. 
Técnico: Roger Machado
 
JUVENTUDE
Elias; Helder, Klaus, Heverton e Pará; Wanderson, Itaqui (Lucas), Hugo (Wallacer) e Dieguinho (Vacaria); Bruno Ribeiro e  Roberson.
Técnico: Antônio Carlos Zago 

FASES DO JOGO

  • Primeiro tempoO Grêmio fez o que deveria quem começou a partida dois gols atrás (por conta do duelo de ida). Marcou em cima e tentou um gol cedo. Conseguiu. Com três minutos de partida, Walace conseguiu um chute da intermediária acertando o ângulo do goleiro Elias e abriu o placar. A pressão ficou cada vez mais forte. Aos 12, Giuliano quase fez o segundo. O Grêmio ainda esteve muito perto de fazer mais um quando Bressan ganhou de cabeça e o goleiro salvou em cima da linha, na volta a bola foi para fora. E com muita pressão acabou a etapa inicial.
  • Segundo tempoE no começo do segundo tempo, a vantagem do Juventude acabou. Com um minuto de partida, Douglas deixou Giuliano em condições de gol, ele driblou o marcador e bateu de chapa colocando na rede. Mas no instante seguinte, Roberson driblou dois marcadores e bateu, a bola desviou e matou o goleiro Marcelo Grohe. O Grêmio precisaria, assim, fazer mais dois para se classificar. Mas o Tricolor não estava morto. Aos 13, Miller Bolaños recebeu de Giuliano e fez, de carrinho, o terceiro. Douglas acertou a trave aos 19. E Elias, goleiro do Ju, fez uma série de defesas complicadas até o fim do jogo. Nos minutos derradeiros, Marcelo Grohe chegou a ficar 5 minutos no ataque, e o Ju afastando tudo. Até o apito final.

DESTAQUES

  • Muita águaChoveu muito nos dois dias de fim de semana em Porto Alegre. No domingo, o quadro piorou. Mas a boa drenagem da Arena suportou. Só o público acabou diminuído.
  • Caxumba e problemas estomacaisOs dois desfalques do Grêmio foram por força de problemas clínicos. Geromel com caxumba e Wallace Oliveira com problemas estomacais.
  • Ex-gremistasHugo e Roberson jogaram juntos no Grêmio. O primeiro foi campeão gaúcho com o Tricolor em 2010, o segundo esteve no clube antes e voltou posteriormente.

Melhores

  • Elias, JuventudeFez ao menos três defesas difíceis e garantiu o Juventude na decisão.

Piores

  • Marcelo Oliveira, GrêmioErrou muitos lances no ataque e sofreu com as investidas do Juventude na defesa.

UOL Cursos Online

Todos os cursos