Grêmio reclama de pênalti e diz que lance foi fundamental em derrota

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio

    Walter Kannemann discorda da marcação de pênalti, mas quer 'seguir em frente'

    Walter Kannemann discorda da marcação de pênalti, mas quer 'seguir em frente'

O Grêmio começou a perder para o Caxias ao levar um gol de pênalti. E a marcação foi polêmica. Em um cruzamento que seria recolocado na área, Kannemann acertou a coxa na bola, ela subiu e bateu em seu braço, que estava aberto. Ao fim da partida, com 2 a 1 contra, sobraram reclamações. 

"A regra do futebol fala em pênalti quando o jogador acerta deliberadamente (fala separando as sílabas) na bola. Fala em mão em direção à bola, não em bola em direção à mão", reclamou o vice de futebol Odorico Roman. "A arbitragem foi fundamental no resultado", completou. 
 
No momento do lance, aos 12 do segundo tempo, Kannemann reclamou muito justificando que a bola subiu pois acertou sua perna. E o mesmo explicou depois da partida. 
 
"A bola bateu no meu joelho, e em seguida na minha mão. Não posso fazer nada. Não tive a intenção. Vamos procurar corrigir o que erramos, temos que trabalhar e seguir em frente", disse o argentino. "Quem converte o primeiro gol tem vantagem. Mas essas coisas acontecem. Não quero desmerecer o trabalho do outro time", finalizou. 
 
O Grêmio ainda levou o segundo gol, em cobrança de escanteio concluída de cabeça por Gilmar. Bolaños, no último minuto, descontou. 
 
Com três pontos, o Tricolor ocupa a quarta colocação no Estadual. O próximo compromisso será diante do Passo Fundo. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos