Renato defende ausência em jogo do Grêmio e avisa: "Vai acontecer de novo"

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

    Treinador lembrou jogo contra o Santa Cruz, no final de 2016, como exemplo

    Treinador lembrou jogo contra o Santa Cruz, no final de 2016, como exemplo

O Grêmio deverá jogar outras vezes em 2017 sem Renato Gaúcho à beira do gramado. Nesta sexta-feira (10), o treinador defendeu a decisão de não viajar a Brasília, onde o Tricolor enfrentou o Flamengo pela Primeira Liga. Ele citou a prioridade ao Gauchão, treinos com o time titular e até orientações por telefone na explicação. E avisou que poderá repetir a medida ao longo da temporada.

Na última quarta-feira, o auxiliar técnico Alexandre Mendes foi quem comandou o Grêmio. A escalação completamente reserva e ausência de Renato só confirmaram o status que o clube dá a Primeira Liga: um torneio secundário, para testes. Experiências.

"Eu vi todo o trabalho dos reservas, vejo eles todos os dias aqui. O mais importante, para o clube agora, é o campeonato gaúcho. Essa Super Liga acaba quando? Em outubro? Então temos tempo para caramba para cuidar da liga, né? Temos que cuidar do presente, o mais importante é o Campeonato Gaúcho. Deixei o time principal e fiquei treinando esse grupo. Não que não tenha dado atenção ao time de Brasília. Fiz o jogo por telefone, assisti e tudo bem", disse Renato.

Em 2016, o Grêmio já havia viajado sem seu treinador. Foi entre os jogos da decisão da Copa do Brasil. O time gaúcho encarou o Santa Cruz, em Recife, sob o comando de James Freitas – atualmente no Cruzeiro.

"Aqui no Grêmio, quando acontecem as coisas, acontecem através de reuniões com os dirigentes. Todo mundo acha que o Renato faz o que quer no Grêmio. Não, sou empregado do clube, que fique bem claro isso. Ano passado, todo mundo achou maravilhoso quando o Renato não estava presente. E esse ano vai acontecer de novo", avisou o treinador.

A passagem do ano passado foi relembrada em mais de uma oportunidade, como argumento para a decisão atual. E que deverá se repetir mais vezes, por conta do acúmulo de jogos, segundo Renato Gaúcho.

"Acho que algumas pessoas da imprensa tem amnésia, até dois meses atrás estávamos fazendo a mesma coisa todo mundo gostou, todo mundo foi aplaudido, inclusive o Renato. Com um pingo d'água, fazem uma tempestade", opinou.

No domingo, o Grêmio enfrenta o Passo Fundo na Arena. Em partida válida pela terceira rodada do Campeonato Gaúcho. Depois, o time terá quase uma semana até outra partida. Que será diante do São José-POA, às 21h (Brasília) do dia 18 de fevereiro (sábado).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos