D'Alessandro faz golaço, mas Inter segue sem vencer no Gauchão

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Internacional

    Meia fez o primeiro gol depois de voltar do empréstimo junto ao River Plate

    Meia fez o primeiro gol depois de voltar do empréstimo junto ao River Plate

O Internacional continua sem ganhar no Campeonato Gaúcho 2017. Neste sábado (11), o time de Antônio Carlos Zago empatou com o Caxias em 1 a 1, em jogo da terceira rodada, no estádio Beira-Rio. A atuação do Colorado não foi boa, mas D'Alessandro marcou um golaço no segundo tempo. A vitória foi frustrada pelo gol de Reis, logo depois.

O empate não foi injusto, mas saiu justamente quando o Inter era melhor no jogo. Depois de um primeiro tempo para lá de fraco, o Colorado foi mais agudo na etapa final.

O Internacional, agora, acumula dois pontos em três partidas. Empatou com Veranópolis, perdeu para o Novo Hamburgo e agora tem novo empate com o Caxias. Já a equipe de Luiz Carlos Winck chega a quatro pontos diante da dupla Gre-Nal, no domingo venceu o Grêmio.

Na próxima rodada, o Internacional visita o Passo Fundo e o Caxias recebe o São Paulo-RS. Antes, o Colorado encara o Princesa de Solimões pela Copa do Brasil, em Cascavel, no interior do Paraná, na quarta-feira.

Quem decidiu: D'Alessandro

Passes errados, bate-boca com jogadores do Caxias e cartão amarelo. A atuação de D'Alessandro caminhava para ser apagada. Discreta e flertando com decepcionante. Mas mesmo em uma jornada ruim, o argentino decidiu. Com um chute de primeira, acertou o canto direito do goleiro Marcelo Pitol.

Carlos estreia sem gol

Reforço mais recente do Inter, Carlos entrou no começo do segundo tempo e mostrou iniciativa. No primeiro lance, o camisa 11 dominou cruzamento no peito e finalizou cruzado. A bola rasteira foi para fora. Depois da tentativa, o jogador emprestado pelo Atlético-MG pouco fez. Sofreu com o resto do time todo anulado pela marcação encaixada. E também colaborou para a falta de alternativas que levassem a equipe a escapar do cenário.

Inter não escapa do encaixe e sofre

Lento, pobre e por vezes nervoso. Com obrigação de atacar, o Internacional errou muito e se expôs ao longo do primeiro tempo por conta do encaixe na marcação. O Colorado foi para o intervalo sem nenhuma chance clara de gol e apenas três finalizações. No segundo tempo o time tentou ser mais ofensivo, teve maior controle e esboçou pressão. Mas continuou com enorme problema para criar oportunidade e chutar a gol. Até que D'Alessandro encaixou um chute de primeira e abriu o placar. O problema é que não houve consistência.

Caxias repete estratégia e amarra o Inter

A estratégia usada contra o Grêmio foi empregada no estádio Beira-Rio. Com marcação para lá de organizada e firme, o Caxias amarrou o Internacional como já havia feito com o outro gigante do Gauchão. A aplicação rendeu espaços diante de erros e o time da Serra soube explorar. Gilmar, que brilhou na vitória em cima do Grêmio, e Wagner não aguentaram a partida inteira e sem eles o poder de fogo diminuiu. Reis, contudo, aproveitou cruzamento da direita e uma falha geral da defesa para desviar e empatar.

Zago mantém 4-3-2-1 no Inter

Zago não poupou nenhum dos jogadores que apresentaram desgaste (Uendel, Rodrigo Dourado, D'Alessandro e Roberson) e repetiu o 4-3-2-1. Depois de um primeiro tempo fraco, o treinador voltou para o segundo tempo com Carlinhos no lugar de Anselmo e deslocou Uendel para o meio-campo. Apesar da modificação, o esquema seguiu igual. Com oito minutos da etapa final, nova troca: Carlos na vaga de Valdívia e aí Roberson deixou de ser referência e foi atuar pelo flanco. No final, Seijas entrou no lugar de Roberson. Mas a formação sempre se manteve.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 1 X 1 CAXIAS

Data e hora: 11/02/2016 (sábado), às 21h (Brasília)
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Público: 9.563 pessoas (8.108 pagantes)
Renda: R$ 237.642,50
Árbitro: Daniel Bins
Auxiliares: Lúcio Flor e Tiago Diel
Cartões amarelos: Charles, Anselmo e D'Alessandro (INT); Reis, Marabá (CAX)
Gols: D'Alessandro, aos 29 minutos do segundo tempo (INT); Reis, aos 36 minutos do segundo tempo (CAX)

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; Alemão, Klaus, Ernando e Uendel; Anselmo (Carlinhos), Fernando Bob, Charles; D'Alessandro e Valdívia (Carlos); Roberson (Seijas)
Técnico: Antônio Carlos Zago

CAXIAS: Marcelo Pitol; Thiago Machado, Jean, Edson Borges e Márcio Goiano; Elyeser, Marabá (Baiano), Júlio César e Wagner Reis (Marlon); Gilmar (Nicolas)
Técnico: Luis Carlos Winck

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos