Inter tem pior início de Gauchão desde 2007 e liga alerta: "Inadmissível"

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Inter

    Inter ainda não venceu após três rodadas e está inclusive perto do rebaixamento

    Inter ainda não venceu após três rodadas e está inclusive perto do rebaixamento

A campanha do Internacional no Gauchão já é histórica. Sem vitória após três rodadas, o time atual tem a pior campanha dos últimos 10 anos no estadual. A fase, e principalmente o rendimento, preocupam e fazem o clube ligar o alerta. A escalação de força máxima contra o Caxias era um expediente para ganhar e aliviar a pressão, mas não houve triunfo.

Com dois pontos, o Inter está inclusive perto da zona de rebaixamento.

Se o Ypiranga-RS vencer o Juventude e o São José-POA ao menos empatar com o Novo Hamburgo, o Colorado passa para a ponta debaixo da tabela.

"A gente sabe que o momento não é bom. O torcedor tem todo direito de cobrar, vaiar. É inadmissível fazer dois pontos em três jogos no Campeonato Gaúcho. Mas temos que trabalhar para melhorar", pregou Ernando.

A campanha atual remete àquela de 2007. De ressaca após o Mundial de Clubes e o título em cima do Barcelona, o Inter começou o Gauchão com um time completamente diferente e sofreu. Chamado de "Inter B", a equipe somou um ponto em nove disputados.

Com aquele time, empate sem gols com o Novo Hamburgo, derrota de 3 a 1 para Ulbra e derrota para o Santa Cruz, pelo mesmo placar. Na quarta rodada do estadual de 2007, o Inter venceu o Glória por 2 a 1, no estádio Beira-Rio.

"Me preocupa por estar fazendo parte dessa história e por ela não ser tão boa como todos esperavam. Falo sempre em tranquilidade e precisamos disso para trabalhar e fazer as coisas melhorarem. O importante é seguir em cima do que planejamos no início", disse Antônio Carlos Zago ao falar da campanha.

O curioso é que o Inter tem 100% de aproveitamento na Primeira Liga, acumulando vitórias diante de Brasil de Pelotas e Fluminense. Ambas no estádio Beira-Rio. Em casa, pelo estadual, o time tem derrota para o Novo Hamburgo e empate com o Caxias.

"É muito cedo para isso (questionar o trabalho). A gente avalia o dia a dia, o trabalho como um todo. O treinador tem a confiança da direção, com sequência as coisas vão acontecer", comentou Roberto Melo, vice de futebol do Inter.

Em 2007, o Internacional terminou em quarto lugar do grupo 1 e sequer avançou para as fases decisivas. A comparação com o cenário atual rendeu uma declaração com quê de promessa.

"Classificar nós vamos classificar, isso eu aposto com qualquer um. Lógico que esse começo é ruim, mas estamos procurando melhorar", afirmou Zago.

Na próxima rodada, o Internacional enfrenta o Passo Fundo, fora de casa. Na quarta-feira, o time estreia na Copa do Brasil diante do Princesa de Solimões, em Cascavel.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos