Maicon é xingado e bate-boca com torcedor após empate do Grêmio

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio

A cena foi bem incomum. Logo depois do apito final na Arena do Grêmio, Maicon foi até a arquibancada e começou um diálogo com torcedor. Segundo relato do camisa 8, a conversa foi motivada por um xingamento durante a partida contra o São José-POA, neste domingo (19), válido pela quarta rodada do Gauchão e que terminou empatado.

Diante do fato, Geromel e Kannemann foram atrás do capitão e retiraram ele do local.

"Não é discussão, eu já tinha amarelo e o zagueiro deles adiantou a bola. Se eu faço a falta, sou expulso e aí que eu prejudico o time. A bola estava aqui, dava tempo, tinha todo o campo", disse Maicon ao Premiere Futebol Clube.

Maicon foi contestado mais de uma vez durante a partida e a bronca ficou maior pela jogada que terminou com o gol de Rafinha, aos 41 minutos do segundo tempo.

"Foi um erro coletivo, não só meu. Não vou errar de brincadeira. Falei para ele ao invés de xingar, ver o jogo. Se fizesse a falta, seria expulso e aí iria prejudicar o time. Daqui até lá, olha quanto de campo tinha pela frente? Dava para os companheiros ajudarem, infelizmente não deu. Tenho parcela de culpa, mas não vamos exagerar", comentou o camisa 8.

O jogador ainda conseguiu identificar a reação do torcedor diante da sua aproximação.

"Ele falou que eu sou um bosta, que não posso ser capitão do time. Não vou agradar todo mundo, mas estou fazendo meu trabalho. Não vou baixar minha cabeça", finalizou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos