Marcelo Grohe pega pênalti, Bolaños marca e Grêmio bate o Cruzeiro-RS

Do UOL, em Porto Alegre

  • LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

    Bolaños comemora o seu gol pelo Grêmio contra o Cruzeiro, pelo Campeonato Gaúcho

    Bolaños comemora o seu gol pelo Grêmio contra o Cruzeiro, pelo Campeonato Gaúcho

Passou pelas mãos de Marcelo Grohe e os pés de Bolaños a vitória do Grêmio sobre o Cruzeiro-RS neste sábado (25). Aos 34 do primeiro tempo, o camisa 1 pegou um pênalti mal marcado, cometido por Kannemann. E dez minutos mais tarde, Miller colocou nas redes o primeiro gol da vitória pela quinta rodada da primeira fase do Gauchão, no estádio Vieirão, em Gravataí. Placar de  2 a 0 e tranquilidade absoluta na competição. 

Com 10 pontos, o Grêmio iguala o Caxias e fica atrás apenas nos critérios de desempate. É terceiro colocado na competição. Já o Cruzeiro-RS para na quinta colocação. 
 
O primeiro tempo foi complicado. Sem domínio do jogo, o Tricolor esteve perto de sair atrás. Marcelo Grohe brilhou repetidamente, seja em chutes, saídas do gol ou intervenções. Mas o principal veio em seguida. Um pênalti em que o árbitro errou ao não anotar falta em Kannemann no começo do lance foi defendido pelo goleiro gremista. 
 
Pouco depois a qualidade individual superou as falhas coletivas. Bolaños bateu forte de fora da área e marcou o primeiro gol do jogo, principal da partida. No segundo tempo, com a expulsão de Lucão, o time azul, branco e preto administrou o placar. E ainda marcou o segundo, com Ramiro. 
 

Marcelo Grohe evita um jogo difícil

Se o Grêmio venceu, deve principalmente a Marcelo Grohe. O goleiro fez defesas complicadas em chutes e cruzamentos no primeiro tempo. De quebra ainda defendeu um pênalti. 
 

Atacante do Cruzeiro faz de tudo e acaba expulso

Lucão fez de tudo. Acertou cotovelada em Jaílson, pulou apenas no corpo e atirou Geromel no chão, e por fim pisou no tornozelo de Michel. Para um atacante, apareceu muito mais em jogadas deste tipo do que lances de gol. Tanto procurou, que acabou expulso com menos de um minuto de segundo tempo. 

Renato se irrita e Grêmio demora para engrenar

O Grêmio não começou bem. Mesmo que tenha sido de Bolaños a primeira oportunidade de gol, defendida por Giovani, o time tricolor não teve comando das ações. O Cruzeiro-RS, por outro lado, trocou passes perigosos e tratou de rondar a área de Marcelo Grohe. Criou oportunidade clara aos 12, aos 18, aos 20 e Renato Gaúcho perdeu a cabeça. Deu socos no ar, gritou muito, acertou com as mãos o reservado mais de uma vez. Jaílson era o principal alvo, pela liberdade dada ao setor de criação do rival. Mais um reflexo da falta de rendimento da equipe. 
 

Pênalti irrita Kannemann, mas Marcelo pega

O ápice da má jornada veio aos 34 minutos do primeiro tempo. Uma jogada de Sander, destaque individual do primeiro tempo, acabou em cruzamento. Um jogador do São José dominou e ganhava o lance, mas acabou caindo após choque com Kannemann. O árbitro Daniel Soder marcou pênalti. Mas isso irritou muito o gringo. A alegação, verdadeira por sinal, é que ele tinha sido empurrado por outro atacante cruzeirista, por isso se chocou com o que dominou a bola. Na cobrança da penalidade mal marcada, Marcelo Grohe evitou que o placar fosse aberto. 
 

Qualidade individual faz Grêmio sair na frente

O Grêmio jogava mal, criava praticamente nada, e quando as coisas estão assim, um lance individual deve ser definitivo. Foi o que aconteceu. Miller Bolaños dominou com liberdade em frente à área do Cruzeiro-RS. Em vez de tentar armar, bateu forte, alto, no canto esquerdo do goleiro Giovani, que nem se mexeu. Ela bateu na trave e foi para as redes. O Grêmio saiu na frente e assim foi aos vestiários. 
 

Expulsão no primeiro minuto tranquiliza jogo para Grêmio

Se o primeiro tempo foi complicado, o Grêmio ganhou argumentos para ter tranquilidade na fase final. Lucão, que já tinha dado duas entradas muito duras na etapa inicial, pisou no tornozelo de Michel antes do primeiro giro dos ponteiros. Com um a mais, o Tricolor ganhou comando absoluto do jogo. Tanto que marcou aos 21 minutos com Ramiro o segundo gol do jogo. 
 
 
FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO-RS 0 X 2 GRÊMIO
Data e hora: 25/02/2017 (Sábado)
Local: estádio Vieirão, em Gravataí (RS)
Árbitro: Daniel Soder
Auxiliares: André da Silva Bitencourt e Tiago Augusto Kapes Diel
Cartões amarelos:  Lucão (CRU), Lucas Martins (CRU); Kannemann (GRE), Marcelo Oliveira (GRE), Ramiro (GRE), Pedro Geromel (GRE), Arthur (GRE), Jaílson (GRE); 
Cartões vermelhos: Lucão (CRU)
Gols: Bolaños, do Grêmio, aos 44 minutos do primeiro tempo; Ramiro, do Grêmio, aos 21 minutos do segundo tempo.
 
CRUZEIRO-RS
Giovani; John Lennon, Dão, Vladimir e Sander; Ben-Hur, Reinaldo (Ronaldo), Lucas Martins (Matheus) e William Kolowisky (Netinho); Thiago Alagoano e Lucão.
Técnico: Ben Hur Pereira
 
GRÊMIO
Marcelo Grohe; Léo Moura, Pedro Gerome, Kannemann e Marcelo Oliveira (Cortez); Michel (Arthur), Jaílson, Ramiro, Miller Bolaños e Fernandinho (Lincoln); Everton. 
Técnico: Renato Gaúcho
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos