Inter se revolta com pênalti para o Juventude no final: "Piada"

Do UOL, em Porto Alegre

O Internacional saiu revoltado do gramado do Alfredo Jaconi, neste domingo (12). Os jogadores do Colorado reclamaram do pênalti marcado por Diego Real, após lance envolvendo Junio. A penalidade foi convertida por Tadeu e definiu a vitória do Juventude em jogo da sétima rodada do Gauchão.

Junio salta após cabeceio no meio da área e a bola toca no peito. O braço esquerdo estava erguido e, segundo os jogadores do Inter, o movimento foi feito justamente para evitar o toque e a penalidade.

"Os dois auxiliares falaram que não foi pênalti e ele assumiu a bronca, ele tá de palhaçada. Os dois auxiliares falaram que a bola bateu no peito, isso é piada", disse Rodrigo Dourado, com voz alterada. "O menino pulou com o braço aberto justamente para evitar o pênalti", completou depois o volante que foi capitão do Inter.

Depois do pênalti assinalado, o árbitro Diego Real se reuniu com o auxiliar e com o quarto árbitro. Houve debate sobre o lance e os jogadores presenciaram o diálogo.

"O quarto árbitro falou na minha frente, disse assim: 'Paulão, tentei ajudar ele'. Ele não quis voltar atrás", afirmou Paulão.

Junio, que entrou na vaga de Alemão ainda no primeiro tempo, também relatou uma conversa com a arbitragem.

"Todo mundo viu que a bola bateu no meu peito, não adianta eu querer dizer outra coisa. Eu falei com o auxiliar, ele disse que viu. O auxiliar dele me disse que viu que foi no peito", declarou o camisa 45.

Com a derrota, o Internacional viu terminar a série de nove jogos de invencibilidade.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos