Inter não quer vetar árbitro, mas espera ação da FGF após lance polêmico

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

O Internacional não irá vetar o árbitro Diego Real em seus jogos. Apesar da polêmica arbitragem do último domingo, na derrota para o Juventude por 1 a 0, o Colorado ainda estuda uma maneira de se manifestar oficialmente e aguarda ação da Federação Gaúcha de Futebol. 

"A ideia não é vetar ninguém, não queremos impedir ninguém de trabalhar. Mas temos que sublinhar os erros. Arbitragens ruins, em geral, erros reiterados. Agora, cabe a FGF, seu orientador de arbitragem, atuar para que isso tenha um fim", disse o vice de futebol vermelho, Roberto Melo, ao UOL Esporte. 
 
O Internacional estuda a forma de agir oficialmente contra o que considerou uma arbitragem prejudicial. Diego Real expulsou Charles no começo da segunda etapa e no fim do jogo anotou um pênalti inexistente. Segundo ele, a bola, após cruzamento, teria batido no braço de Junio. Mas claramente acertou o peito. 
 
No lance, formou-se uma confusão. Os auxiliares conversaram com o juiz, que mostrou-se irredutível. Colocou a bola na marca penal, Tadeu bateu e deu a vitória ao time da serra. 
 
Nesta segunda, a súmula da partida foi divulgada e não trouxe qualquer citação ao ocorrido. Após reunião, o presidente  da Federação Gaúcha de Futebol recebeu relatório da Comissão de Arbitragem sobre o jogo, só que não irá oficializar qualquer punição. 
 
"Estamos analisando com qual instrumento iremos agir. É algo que conversamos com o presidente e vamos debater com nosso departamento jurídico", disse Melo. 
 
O Internacional está fora da zona de classificação do Campeonato Gaúcho. Com sete pontos em sete jogos, é nono colocado no torneio. No fim de semana irá encarar o São Paulo-RS, em casa. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos