Ramiro reclama de soco e critica Brasil-PEL: "Joga batendo"

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio

Ramiro marcou o gol do Grêmio diante do Brasil de Pelotas, mas deixou o estádio Bento Freitas com outra coisa na cabeça. O volante reclamou de um lance no segundo tempo, onde afirma ter recebido uma cotovelada. Ele ainda criticou o estilo de jogo do adversário e lamentou o empate após boa atuação do Tricolor.

A jogada referida por Ramiro aconteceu na intermediária, fora do lance da bola, e sequer rendeu marcação de falta. O camisa 17 foi atendido no campo e seguiu no jogo.

"Vocês vão ver na TV, em jogada sem bola, me deram um soco. Poderia ter acontecido algo pior", disse Ramiro. "A equipe deles sempre joga batendo, forte. Agressão sem bola, sempre é assim. É difícil competir assim, quando sai do futebol a gente fica chateado", completou.

O jogo teve outro lance que gerou reclamação, mas aí pelo lado do Brasil de Pelotas. No primeiro tempo, Miller Bolaños dividiu jogada na linha lateral. O Xavante protestou alegando cotovelada do equatoriano. A arbitragem deu cartão amarelo para o camisa 23.

Ramiro teve papel importante na atuação do Grêmio, ajudando na flutuação do setor ofensivo. E também marcou pressão. A ação dele ficou ainda mais clara pelo lance do gol, no primeiro tempo. O camisa 17 insiste na jogada após a zaga afastar uma tabela entre Pedro Rocha e Léo Moura. O bloqueio do jogador do Tricolor deu nova direção a bola e acabou desviando em Cirilo antes de passar pelo goleiro e morrer no gol.

"A gente se propôs a jogar, tivemos diversas oportunidades, infelizmente não conseguimos fazer", completou.

Com o empate, o Grêmio chegou aos 12 pontos e divide o segundo lugar na tabela de classificação do Gauchão com o Caxias. O Novo Hamburgo é o líder, com 18 pontos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos