Victor Cuesta vai contra retrospecto e revive Independiente no Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Inter

    Victor Cuesta pode fazer sua estreia pelo Inter nesta quarta diante do Ypiranga

    Victor Cuesta pode fazer sua estreia pelo Inter nesta quarta diante do Ypiranga

Victor Cuesta está relacionado pela primeira vez. Nesta quarta-feira (22) às 19h30 (de Brasília), o argentino poderá fazer sua estreia com a camisa do Internacional. Remando contra um retrospecto ruim de compatriotas de mesma posição no Colorado, ele irá reviver o passado recente de sua vida no segundo semestre brasileiro. 
 
Não é fácil para um zagueiro adaptar-se ao futebol brasileiro rapidamente. Saindo de sistema de jogo diferente, com proteção e contra rivais de outra característica, muitos gringos encontram dificuldades para se firmar por aqui. 
 
O Internacional tem exemplos recentes de argentinos que não deram certo na função. Mario Bollatti, era volante de origem e se negou a atuar como zagueiro no Colorado. Não conseguiu se firmar entre 2011 e 2012, acabou sendo cedido ao Botafogo e hoje defende o Belgrano. Em 2004, Juan Manuel Herbella, conhecido como 'El Doctor' por ser formado em medicina, também não teve a melhor sorte no Colorado. Acabou dispensado pelo clube no ano seguinte e abandonou o futebol em 2011. Antes, em 2002, Horacio Ameli teve pouco tempo para mostrar seu futebol, ficou apenas um semestre e oscilou bons e maus momentos. 
 
Em contrapartida, a história do Internacional é rica com estrangeiros de outras nacionalidades na zaga. Entre os principais ídolos do clube estão dois defensores de países vizinhos. Elias Figueroa, chileno, defendeu o Inter na gloriosa década de 1970. Precisamente entre 71 e 76, conquistou seis Campeonatos Gaúchos e dois Brasileiros, sendo capitão e símbolo do time. 
 
Em seguida, Óscar Aguirregaray, uruguaio, foi figura importante no vice-campeonato brasileiro de 1988. E Carlos Gamarra, paraguaio, encarou a difícil década de 1990, mas mesmo com as dificuldades do Colorado naquela época, ergueu a taça do Gauchão de 1997 e consolidou-se como ídolo da torcida. 
 

Revive passagem por clube em reconstrução

Ser contratado para a reconstrução de um clube que jamais havia disputado a segunda divisão. A rotina de Cuesta no Inter não é diferente do que ele mesmo encarou no Independiente. Com inédito rebaixamento em 2012/2013, o time passou por total reformulação e conseguiu subir no jogo de desempate na temporada 2013/2014. No segundo semestre do ano, para o regresso à elite, Cuesta foi contratado. A ideia era dar solidez e experiência à defesa. 
 
A partir da entrada, ele se firmou na equipe, chegou à seleção argentina e agora se prepara para um novo começo no Brasil. 
 
FICHA TÉCNICA
YPIRANGA X INTERNACIONAL
Data e hora: 22/03/2017 (quarta-feira), às 19h30 (Brasília)
Local: estádio Colosso da Lagoa, em Erechim (RS)
Transmissão na TV: PPV
Árbitro: Anderson Daronco
Auxiliares: Fabrício Lima Baseggio e Mateus Olivério Rocha
YPIRANGA: Carlão; Márcio, Negretti, Wagner e Gabriel; Jackson, Eder, Araújo, Maycon e Kaio Wilker; Talles Cunha. 
Técnico: Guilherme Macuglia
INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; William, Paulão (Cuesta), Léo Ortiz e Uendel; Rodrigo Dourado, Charles, Seijas (Anselmo) e D'Alessandro; Nico López e Brenner. 
Técnico: Antonio Carlos Zago
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos