Renato Gaúcho vê resgate da atitude e do futebol do ano passado no Grêmio

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio

    Renato Gaúcho comanda o Grêmio contra o Juventude, na Arena

    Renato Gaúcho comanda o Grêmio contra o Juventude, na Arena

Renato Gaúcho gostou do que viu. Ao acompanhar seu time bater o Juventude por 4 a 0 neste sábado (25), o treinador do Grêmio lembrou os melhores momentos da equipe no ano passado. Depois da partida também sublinhou o resgate da atitude da equipe. 

"Os jogadores tiveram mais atitude, era algo que eu cobrava muito deles. Este é o Grêmio, do ano passado, independente de quem começou o jogo. Com jogadores voltando nosso grupo se fortalece e dentro de campo é o jogador que se escala", disse. 
 
O Grêmio começou muito bem. Em 30 minutos já vencia por 3 a 0. E com uma característica peculiar dos times de Renato Gaúcho: contra-ataque. O Juventude tentou trocar passes, errou, e com transição rápida a equipe chegou ao gol. E não desperdiçou. 
 
"Pelo escore, pelo placar, os jogadores tiveram mais atitude, conseguimos uma belíssima vitória, pontos importantes, primeira goleada neste ano. Mas o que eu fiquei mais satisfeito foi com a entrega. Taticamente estiveram muito bem. Tudo que foi combinado na preleção os jogadores fizeram em campo", afirmou. "É importante sair na frente do adversário. Nos últimos jogos estávamos tendo chances, perdendo, e saindo atrás. E conversamos muito sobre isso. Chega de correr atrás do adversário", completou. 
 
Uma das principais modificações da equipe foi o recuo de Ramiro para a função de volante com Léo Moura adiantado para a linha de meias e Edílson de volta na lateral. Todos foram bem na partida. Léo fez um gol, Ramiro participou do primeiro gol e Edílson de dois lances de gol. 
 
"No futebol você precisa procurar sempre colocar em campo os jogadores que vem se destacando, achar uma posição para eles. É o caso do Léo. Ele vinha jogando muito bem, o Ramiro também. Então era importante achar um lugar para o Léo na equipe. Por merecimento o Edílson tinha que voltar porque nos ajudou no título e eu sou mutio grato aos jogadores que conquistam o título. Coloquei o Léo um pouco mais na frente. Foi mais uma vez muito bem, confundiu a marcação. O time inteiro jogou bem", finalizou. 
 
O Grêmio levará time reserva para a partida contra o São Paulo-RS, em Rio Grande. Já classificado, o Tricolor apenas decidirá em que posição estará. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos