Zago explica ausência de Nico López e elogia 'melhor tempo' do Inter

Do UOL, em Porto Alegre

  • VINíCIUS COSTA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

    Internacional comemora gol de Brenner contra o São José, pelo Gaúcho

    Internacional comemora gol de Brenner contra o São José, pelo Gaúcho

Antonio Carlos não colocou Nico López no Inter. Preferiu começar com Valdívia como titular ao lado de Roberson na criação. Durante a partida optou por Andrigo e Gustavo Ferrareis. E depois da partida justificou na capacidade defensiva ter preterido o uruguaio. O treinador colorado ainda elogiou o 'melhor tempo' de seu time no início da vitória por 2 a 1. 

"Sobre os jogadores que entraram, que começaram o jogo, o Inter passa por um processo de recuperação de jogadores. O Valdívia há duas semanas que treinava muito bem. Achei que merecia uma oportunidade. Fez tudo o que eu pedi para ele fazer até quando cansou. Optei por outras substituições porque em cima do nosso trabalho, todos os jogadores fazem parte do Internacional e enquanto estiverem no elenco eu vou coloca-los para jogar sem receio algum. São jogadores que têm a total confiança do treinador", disse o técnico. 
 
Durante a partida, Zago optou por colocar dois jogadores de meio-campo. Gustavo Ferrareis e depois Andrigo. Em nenhum momento chamou Nico López para entrar. Segundo ele porque ambos tinham mais características defensivas. 
 
"Fizemos uma troca forçada pela lesão do Charles. O Ferrareis entrou para ficar por dentro, adiantei o D'Ale para ficar com consistência no meio-campo. O Andrigo foi para acompanhar. São jogadores com característica de ajudar na marcação. O Nico não é jogador de correr atrás do adversário, como conversamos no início do ano. Ele joga por dentro, e procura ajudar o time da sua maneira. O Andrigo e o Ferrareis jogam assim. Depois que o Andrigo entrou eles só chegaram em um cruzamento. Foi uma coisa que até ali ele cumpriu muito bem", comentou. 
 
A avaliação da partida, para o comandante de campo, foi totalmente positiva. Um primeiro tempo digno de elogios e a oscilação que por pouco não significou o empate do São José-RS. 
 
"A oscilação acontece em alguns jogos. No passado jogamos mal o primeiro e melhoramos no segundo. Hoje foi o contrário. Fizemos, até agora, o melhor tempo de todos os jogos. Tranquilo, sabendo agredir o adversário. Criamos muitas chances de gol, o São José não chegou. Estávamos bem, voltamos concentrados. Mas depois do segundo gol pensávamos que poderíamos achar o terceiro gol de qualquer maneira. Nos desorganizamos. O São José é um dos melhores times pequenos do Gauchão. Uma base do ano passado. Cresceu, criaram chances, mas nos encontramos no fim do jogo", disse. 
 
O Inter encaminhou vaga na próxima fase do Gauchão. Na última rodada, disputará basicamente o posto em que irá avançar e seu adversário. O rival será o Cruzeiro-RS, em casa. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos