Zagueiro do São José-POA relata ato de racismo em jogo do Gauchão

Do UOL, em Porto Alegre

  • Reprodução/Facebook do São José-RS

    Wagner (direita) relatou gritos de 'macaco' durante partida no último sábado

    Wagner (direita) relatou gritos de 'macaco' durante partida no último sábado

A partida entre Novo Hamburgo e São José-POA, válida pelas quartas de final do Campeonato Gaúcho, ficou marcada pela denúncia de um ato racista. O zagueiro Wagner, 27 anos, usou as redes sociais para relatar gritos de 'macaco' proferidos por um torcedor do time da casa. O incidente não foi registrado em súmula, mas vai virar tema policial nesta segunda-feira (10).

"Em certo momento da partida um torcedor do Novo Hamburgo que estava próximo ao campo, que teve uma atitude inaceitável e repugnante de racismo com a minha pessoa, me insultando e descriminando ao me chamar claramente e diretamente de MACACO em alto e bom tom", escreveu Wagner no Facebook.

O ato, segundo relato do zagueiro, ocorreu no segundo tempo da partida que terminou com vitória do Novo Hamburgo. Mais precisamente após um escanteio cedido pelo São José.

"Durante a partida de sábado tinha um torcedor que estava no caminhão fazendo uma apresentação. No segundo tempo, ele começou a xingar. Foi em um escanteio a favor do Novo Hamburgo, aí ele desferiu essas palavras de baixo calão. Ele mandou eu calar a boca, me chamou de macaco. Na hora, eu estava concentrado e não falei nada. Depois do jogo, fui na tela tirar satisfação e ele fugiu. Avisei um policial e não deu para chegar a ele, conseguiu fugir", contou o zagueiro à Rádio Bandeirantes de Porto Alegre.

De acordo com Wagner, funcionários do São José-POA reconheceram o torcedor por já terem trabalhado no Novo Hamburgo. Nesta segunda, o jogador pretende ir à delegacia registrar Boletim de Ocorrência.

"Tinha pessoas do São José que conheciam ele. Não sei se ele faz parte do clube, do Novo Hamburgo. Mas só pelo fato de estar em uma área reservada do estádio... Nós já sabemos que é ele, sim. Estou para ir na delegacia logo mais e vou registrar", finalizou Wagner.

Em 2012, o estádio do Vale foi palco de outro caso de racismo. O atacante Vanderlei, do Caxias, foi ofendido e o episódio acabou relatado na súmula do árbitro Jean Pierre Lima. Com isso, o TJD-RS à época aplicou multa de R$ 10 mil ao Novo Hamburgo.

O Novo Hamburgo venceu o São José-POA nas duas partidas das quartas de final do Gauchão. Ambas pelo placar de 1 a 0. O time do Vale dos Sinos agora enfrenta o Grêmio, na semifinal do estadual.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos