Renato diz que Grêmio 'não teve bom dia' e admite desvantagem na semi

Do UOL, em Porto Alegre

  • VINÍCIUS COSTA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Renato Gaúcho não tergiversou. Depois do empate com o Novo Hamburgo, neste domingo (16), no jogo de ida da semifinal do Campeonato Gaúcho, o treinador afirmou que o Grêmio não teve uma boa jornada. Além de enxergar '90% do time' abaixo, o comandante ainda reconheceu que o adversário leva vantagem para o duelo decisivo.

Pelo gol marcado na Arena, o Novo Hamburgo joga pelo empate sem gols. O Grêmio precisará vencer, no próximo domingo, ou então arrancar empate com dois ou mais gols para chegar à final do Gauchão.

"A nossa equipe teve altos e baixos e é sempre difícil. Temos que valorizar também a partida do Novo Hamburgo. São sempre jogos difíceis. E a nossa equipe não foi tão bem quanto nos outros jogos", disse Renato.

No primeiro tempo, o Grêmio teve controle do jogo e criou duas chances. Na etapa final, marcou seu gol com Ramiro logo aos 2 minutos e tomou empate aos 11.

"Nossa equipe não estava reagindo e mudei para tentar alterar o panorama do jogo. Eu tenho um grupo, não um time. Toda equipe, 90% da equipe, não esteve em um bom dia. Eu tentei mudar e até criamos umas duas chances ainda, mas a bola não entrou", comentou.

O gol de Juninho, após sobra no arremesso lateral, deixa o Novo Hamburgo com uma vantagem. Renato Gaúcho admitiu, mas não quis dimensionar o tamanho dessa vantagem.

"Acho que a única vantagem que o Novo Hamburgo tem é jogar pelo 0 a 0. De que forma vão se comportar? Não sei. Mas minha equipe precisa se comportar diferente. Independente da vantagem, é uma vantagem sim. Mas o Grêmio faz gols em todos os jogos, confio plenamente no meu grupo", afirmou o treinador.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos