Vice de futebol reclama de 'pressão contra o hepta' do Inter

Do UOL, em Porto Alegre

O vice de futebol do Internacional, Roberto Melo, reclamou após a classificação do time à final. Com o avanço nos pênaltis após derrota para o Caxias, o dirigente aproveitou para explicar o que considera uma 'pressão contra o hepta'.

"Muita gente não queria que chegássemos à final, mas chegamos. O Inter está na final. Todo o dia, diariamente, a semana toda, uma pressão muito grande na FGF (Federação Gaúcha de Futebol). Lá atrás eu usei o termo suspeição (depois da derrota para o Juventude). Mas o mais correto é o termo pressão. Muita pressão, feita diariamente, para o Inter não ser hepta. O Inter não é hepta, mas está na final", disse Melo.

O condicionamento, segundo ele, ocorre em críticas ao quadro de arbitragem ou mesmo a qualquer ação da Federação Gaúcha de Futebol. Mas Melo não esclareceu o destinatário da cobrança.

"A inteligência de vocês (jornalistas) não me faz precisar falar. É evidente que acompanhando diariamente  a imprensa local e as declarações feitas, o condicionamento na pessoa do presidente (Francisco Noveletto Neto) e da arbitragem está claro. Não preciso falar", completou.

Os erros de arbitragem em Inter e Caxias também estiveram em pauta nas colocações do vice de futebol do Inter.

"A arbitragem hoje novamente sonegou um pênalti claro. Ele teve uma convicção gigante em marcar o do Ortiz. O jogador colocou a mão na bola. Mais um prejuízo. A pressão acaba fazendo isso inconscientemente", finalizou.

O Internacional está na final do Campeonato Gaúcho. O adversário será o Novo Hamburgo, que eliminou o Grêmio nos pênaltis. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos