Árbitro relata empurrão de Brenner, invasão de médico e torcida em súmula

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Inter

    Torcedor do Inter comemora ao lado de D'Alessandro a vaga na final do Gauchão

    Torcedor do Inter comemora ao lado de D'Alessandro a vaga na final do Gauchão

A súmula do jogo de volta da semifinal do Campeonato Gaúcho entre Caxias e Internacional relatou o empurrão de Brenner no árbitro Daniel Bins, no segundo tempo. Foi esta a razão para o cartão vermelho do centroavante. Além disso, evidenciou a expulsão do médico do Caxias que queria briga com D'Alessandro e a invasão de campo de alguns torcedores.

"Aos 67 minutos de jogo expulsei diretamente o jogador de Nº 38, da equipe do SC Internacional, Sr. Brenner de Oliveira por após a marcação de um tiro penal contra a sua equipe o mesmo ter me dado um empurrão nas costas com ambas as mãos", relata o documento sobre Brenner.

A confusão ocorreu após a marcação de pênalti de Ortiz sobre Marlon. O jogo estava 1 a 0 para o Caxias e o gol poderia significar a classificação. Mas Keiller defendeu e levou a decisão da vaga para as cobranças de penalidade. Foi quando mais uma expulsão ocorreu. Desta vez de um médico do Caxias, que queria briga.

"Expulsei durante a decisão dos tiros livres da marca penal o Sr. Aloir de Oliveira, médico da equipe do SER Caxias pelo mesmo após a cobrança realizada pelo jogador de Nº 10,da equipe adversária, Sr. Andres D'Alessandro, quando o referido jogador passou pela frente do banco de reservas da equipe do SER Caxias, ter adentrado ao gramado sem autorização indo na direção do jogador adversário gesticulando e proferindo palavras não identificada", relata a súmula.

Além disso, a entrada de torcedores do Inter no gramado também foi detalhada. Os aficionados chegaram a unir-se aos jogadores na comemoração. "Após o término da partida dois torcedores que se encontravam na arquibancada da torcida visitante invadiram o campo de jogo sendo contidos pelo policiamento e encaminhados às autoridades competentes", finaliza.

Sobre o lance em que o técnico Antonio Carlos Zago alegou ter sido atingido pelo jogador Elyeser, do Caxias, nada foi relatado. O treinador do Inter estava à beira do campo - fora de sua área técnica - passando instruções durante uma disputa de bola. O volante da equipe da serra o acertou com o braço na região do ombro. Com a sequência do movimento, o ex-zagueiro alegou ter sido atingido no olho. 

Com vitória por 5 a 3 nos pênaltis o Inter fará a final do Gauchão contra o Novo Hamburgo, que eliminou o Grêmio na outra semifinal. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos