Zago é denunciado por simulação e pode pegar gancho de seis jogos

Jeremias Wernek e Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Internacional.com.br

    Treinador foi empurrado por Elyeser no segundo tempo de Caxias x Internacional

    Treinador foi empurrado por Elyeser no segundo tempo de Caxias x Internacional

Antonio Carlos Zago foi denunciado pela Procuradoria do TJD-RS (Tribunal de Justiça Desportiva do Rio Grande do Sul), nesta quarta-feira (26), pelo lance no segundo tempo do jogo entre Caxias e Internacional. No episódio, o treinador é atingido pelo braço de Elyeser e depois relata dores no olho. A punição pode ser de até seis jogos de suspensão.

Zago foi incluso no artigo 258 do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), que trata de "conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva".

O lance ocorreu aos 10 minutos do segundo tempo da partida de volta da semifinal do Gauchão, no último domingo, em Caxias do Sul. Em uma disputa de bola rente à linha lateral, Zago foi empurrado por Elyeser. E tão logo atingido, ele caiu como se tivesse sido agredido no olho.

Na imagem, Elyeser empurrou o ex-zagueiro na altura do ombro e o treinador desabou no gramado. Zago pediu auxílio aos médicos do Inter e ficou caído no gramado. Depois colocou gelo por algum tempo no local. Após alguns minutos, contudo, já agia naturalmente.

 

Brenner pode pegar 180 dias

Além de Antonio Carlos Zago, o centroavante Brenner também foi denunciado. Incluso no artigo 254-A do CBJD o jogador pode ser punido com 180 dias afastado dos gramados.

O artigo 254-A trata de 'praticar agressão física durante partida, prova ou equivalente'. No inciso terceiro é relatado que se a ação for contra árbitros, assistentes ou demais membros da equipe de arbitragem a pena é de 180 dias de suspensão.

Invasão também denunciada

Caxias e Internacional foram denunciados pela invasão de campo na partida do último domingo. O time da Serra Gaúcha pela cena de um integrante da comissão técnica, que perseguiu D'Alessandro no começo da disputa de pênaltis.

Já o Colorado pela invasão de torcedores, após a vitória nas penalidades. O ingresso do público do campo, depois do apito final, também fará o Caxias ir a julgamento. Os clubes responderão pelo artigo 213-B, que fala sobre "deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir invasões do campo". A pena é multa que varia de R$ 100 a R$ 100 mil.

O time da Serra ainda foi enquadrado no artigo 258-B pela invasão de um médico. A pena varia de uma a três partidas de suspensão.

Mais cedo, o Internacional conseguiu usar a chamada 'transação disciplinar' e livrou Antonio Carlos Zago e Galeano, integrante da comissão técnica, de julgamento no mesmo TJD-RS. Os dois haviam sido denunciados pelos incidentes no jogo de ida da semifinal diante do Caxias.

Antonio Carlos Zago poderia pegar de quatro a 12 jogos de suspensão por conta do artigo 254-A, que trata de agressão. Já Galeano poderia ficar fora de uma a cinco partidas por ato hostil.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos