Novo Hamburgo não consegue liberação e final do Gauchão será em Caxias

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Divulgação/SER Caxias

    Estádio Centenário, em Caxias do Sul, receberá a final do Gauchão de 2017

    Estádio Centenário, em Caxias do Sul, receberá a final do Gauchão de 2017

O Novo Hamburgo não conseguiu a liberação do Corpo de Bombeiros e não poderá receber a final do Campeonato Gaúcho no Estádio do Vale. A decisão saiu no fim da tarde desta terça-feira (02). Com isso, a Federação Gaúcha de Futebol cumprirá a determinação de levar a partida para o estádio Centenário, em Caxias do Sul. 

Como prevê o regulamento, a decisão só poderia ser disputada em um estádio com capacidade superior a 10 mil torcedores. O estádio do Novo Hamburgo não comporta tal possibilidade. 

"Eu gostaria que fosse no estádio, mas existe um regulamento e a gente tem que cumprir", disse o presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Francisco Novelletto Neto. "Não faltou esforço, mas temos que parar, sentar e pensar sobre a liberação dos estádios. Seguindo assim, não teremos mais futebol. Estamos pagando pelo que não cometemos, o caso Kiss, o futebol paga por isso", completou. 

Desta forma, a partida será disputada em Caxias do Sul, no estádio Centenário. O Internacional pretendia tal situação desde o início, alegando a falta de condições do Estádio do Vale. 

Enquanto isso, o Novo Hamburgo tentou instalar arquibancadas móveis e não ficou contente com a decisão. "Era o que estava pré-definido e cabe a nós cumprir. Tentamos reunir documentos, de todas as formas, não é desta vez. Vamos agradecer aos que se dedicaram, ao corpo de bombeiros, mas cada um tem seus motivos para a não liberação. Estamos tristes, mas vamos em frente", disse o Juarez Radaeli, presidente do Novo Hamburgo, à Rádio Bandeirantes. 

"Quando começou o campeonato, todos os clubes sabiam do regulamento. Que o mínimo para a final é 10 mil torcedores. Não há vantagem, nossa preocupação sempre foi com a segurança dos torcedores. A capacidade do estádio, o cumprimento do regulamento", disse o diretor de futebol do Inter, Adauri Silveira, em entrevista coletiva. "A comunidade que gostar de ir ao jogo, vai ir. Podemos ter até mais torcedores no Centenário", completou. 

O jogo de volta da final do Gauchão será disputado no próximo domingo às 16h (de Brasília). Com empate em 2 a 2 no jogo de ida e sem saldo qualificado na decisão, quem vencer leva o título e em caso de novo empate a decisão será nos pênaltis. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos