Topo

Esporte


Técnico vê Grêmio em evolução mesmo sem vitória: "Bem por 60 min"

Divulgação/Grêmio
César Bueno evitou apontar razões para segunda derrota consecutiva do Grêmio Imagem: Divulgação/Grêmio

Do UOL, em Porto Alegre

24/01/2018 22h07

Um time em evolução, somando cada vez mais minutos com boa atuação. Depois de perder para o Avenida-RS, nesta quarta-feira (24), o técnico do Grêmio analisou assim o time de transição que segue sem vencer no Gauchão. Desta vez, o tropeço se consumou com final inédito. Mas o roteiro foi bem conhecido: começo consistente, falha defensiva e queda.

Nas palavras de César Bueno, treinador da equipe que reúne jovens e reforços, o Tricolor apresentou bom futebol por um período maior do que nos jogos contra São Luiz-RS e Caxias.

“A gente vem aumentando essa minutagem de bom jogo. No primeiro jogo tivemos alguns momentos, no segundo foi o primeiro tempo inteiro. Agora foram 60 minutos bem. Agora é avançar para ter concentração, terminar o jogo inteiro bem”, disse Bueno.

O Tricolor, de fato, começou bem a partida em Santa Cruz do Sul. Jean Pyerre, de pênalti, garantiu a vantagem que traduziu a superioridade do primeiro tempo. Mas na etapa final o desempenho caiu. Já havia sido assim na estreia do estadual, em Ijuí, e também no sábado passado dentro da Arena – quando o Grêmio saiu de 3 a 1 a seu favor para 5 a 3 contra.

“Essa situação acontece. O jogo com gramado molhado, bola muito viva, o Avenida forçando muito bola aérea. Não tentaram construir, forçaram lá na defesa. Acontece, é do jogo”, comentou César Bueno. “Se você pensar o número de bolas que eles botaram na nossa área, nos defendemos muito bem.

Em uma, falhamos e ela entrou. É algo adverso, é do jogo. Do Gauchão. Já houve melhora nesse jogo e vamos trabalhar para não ocorrer mais. Na bola aérea fizemos um também em cima deles”, completou depois.

Com um ponto em três rodadas, o Grêmio aparece na parte debaixo da tabela do Gauchão. No domingo, o Tricolor volta a campo e visita o São José-POA. O time seguirá sendo formado pelos atletas do grupo de transição.

Mais Esporte