Roger marca primeiro gol após tumor no rim e Inter faz 3 a 0 no Avenida

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • VINíCIUS COSTA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

    O atacante Roger em ação na partida entre Internacional e Avenida, pelo Gauchão

    O atacante Roger em ação na partida entre Internacional e Avenida, pelo Gauchão

Roger venceu um tumor benigno no rim. Passou por cirurgia no ano passado, ficou sem jogar futebol por um longo tempo. Voltou no início da temporada, longe do Botafogo, no Inter. Neste sábado (27), o centroavante voltou a fazer o que lhe deu status em campo: gols. Foram dois na vitória por 3 a 0 do Inter sobre o Avenida. Os primeiros depois do quadro clínico. 

"O Roger é um baita cara. Um jogador e uma pessoa sensacional. Com uma história de vida maravilhosa", assim o capitão do Inter, D'Alessandro, se referiu ao novo colega na última entrevista coletiva. E é consenso no elenco. Mesmo com pouco tempo, todos gostam de Roger. Tanto que na comemoração do primeiro gol, 10 dos 11 em campo foram lhe abraçar. Ficou Marcelo Lomba no gol, era muito longe para correr até lá. 

O último gol do centroavante havia sido em 24 de setembro, na vitória do Botafogo por 3 a 2 sobre o Coritiba pelo Brasileirão. Em outubro veio a confirmação do tumor e em seguida a cirurgia. Foram quatro meses longe do objetivo maior de um centroavante. 

O Inter chegou aos 9 pontos na classificação do Gaúcho. Danilo Silva foi quem fez o outro na vitória do Beira-Rio. O Colorado está perto da liderança do torneio e no meio de semana encara o Boavista, no Paraná, pela Copa do Brasil. 

Centroavante de ofício precisou de poucas chances

Roger reclamou muito a falta de oportunidades no primeiro tempo. Não foi acionado praticamente. Precisou de apenas uma para colocar na rede. No primeiro cruzamento, de Patrick, cabeceou, a bola bateu no goleiro, voltou nele, e entrou. Em seguida, uma nova chance e a enfiada de Edenílson foi concluída muito próximo do gol do Avenida. E logo depois um cruzamento de Juan virou cabeceio, rebote e gol. Roger estava de volta. 

 

Estreante discreto, mas eficiente

Dudu estreou com a camisa do Inter. O lateral direito ex-Figueirense foi discreto no primeiro tempo. Apareceu algumas vezes no ataque, fez boas tramas nos primeiros minutos com Marcinho, mas foi discreto a maior parte da partida.

Juan, Nico e Marcinho não abastecem Roger no primeiro tempo

O trio responsável pela criação de jogadas do Inter não criou. Juan, Marcinho e Nico López não conseguiram deixar Roger em condições de sequer tentar o gol. Irritado, o ex-botafoguense reclamou muito nos 45 iniciais. Gesticulou, pediu aproximação. Mas no segundo tempo conseguiu o que tanto pretendia. 

Nico López não manteve o nível

O atacante uruguaio foi o destaque do time suplente do Inter no jogo contra o Novo Hamburgo. Neste sábado, quando novamente entrou em campo, não deu sequência à boa fase e foi destaque negativo do jogo. 

Avenida bloqueada

O Avenida bloqueou acesso do Inter a seu gol. Com formação inicial no 4-1-4-1, o técnico Fabiano Daitx tratou de se defender. Sem a bola, seu time afundava o volante Carlinhos para a linha da zaga, recuava os dois extremas e tinha uma linha de cinco e outra de quatro jogadores em frente à área. Só Hyantony na frente. Assim, fechou qualquer acesso do Internacional com a bola rolando ao gol. Não foi ameaçado uma vez sequer no início do jogo.

A mesma arma... o mesmo gol...

E se não encontrou espaços pelo chão, o Internacional utilizou a mesma arma da partida contra o Novo Hamburgo - quando atuou com time suplente a exemplo deste sábado - para marcar. Foi num escanteio que Juan encontrou Danilo Silva. O zagueiro, de cabeça, fez seu segundo gol na temporada.

Segundo tempo de gols e chances e mais chances

Já na frente, o Inter seguiu em cima no segundo tempo. Tratou logo de marcar mais dois gols, ambos com Roger. Além dos feitos pelo centroavante, o Colorado empilhou chances. Juan acertou a trave, Marcinho perdeu cara a cara e o próprio Roger poderia ter feito mais um. Um jogo tranquilo com nova vitória dos suplentes. 

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 3 X 0 AVENIDA

Data: 27/01/2018 (quarta-feira)
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Eleno Todeschini
Auxiliares: Lúcio Biersdorf Flor e Maíra Moreira
Renda: R$ 248.030,00
Público: 10.159 (total)
Cartões amarelos: 
Gols: Danilo Silva, do Inter, aos 46 minutos do primeiro tempo; Roger, do Inter, aos 14 e aos 25 minutos do segundo tempo;

INTERNACIONAL
Marcelo Lomba; Dudu (Ruan), Thales, Danilo Silva e Patrick; Charles, Gabriel Dias (Edenílson), Marcinho (Ronald), Nico López e Juan; Roger.
Técnico: Odair Hellmann

AVENIDA
Rodrigo; Itaqui, Luis Henrique, Claudinho e Roger; Carlinhos, Fidélis (Marques), Moisés, Diego Torres e Maurício; Hyantony (Cleverson)
Técnico: Fabiano Daitx
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos